Pôster do filme “Criação” (Creation) - baseado no livro “Annie’s Box”, escrito por Randal Reynes, tataraneto de Charles Darwin, o criador da teoria da evolução.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cinco mulheres são presas por dirigir na Arábia Saudita


.
A polícia da Arábia Saudita disse nesta quarta-feira que cinco mulheres foram presas por dirigir, anunciaram ativistas e vários sites. As prisões foram as primeiras registradas desde o início de uma campanha que desafia a proibição impostas às mulheres no volante neste reino ultraconservador.

Até o momento, as autoridades não confirmaram a informação.

"Uma jovem que estava ao volante na companhia de seu irmão no sul de Jidá (oeste) foi levada para um posto da polícia", informou o jornal digital "Sabaq". Outras fontes informaram em sua página no Facebook que a polícia religiosa, "as brigadas da promoção da virtude e da prevenção do vício", prendeu quatro mulheres que estavam dirigindo no norte de Jidá.

O país não tem lei formal que veta mulheres na direção. Mas não emite habilitação a elas com base em interpretações austeras do islã, sustentadas pela população saudita mais moralista. Atualmente, uma mulher só pode sair de carro na Arábia Saudita com um motorista acompanhando.

A campanha pelo direito ao volante começou há um mês no país, quando Manal al Sharif, 32, foi detida por dirigir e por postar vídeos no YouTube incentivando outras mulheres a seguir seu exemplo.

Dezenas de mulheres organizaram, por meio das redes sociais, um megaprotesto no dia 17. Cerca de 40 mulheres dirigiram pelo país. Não há relatos de detenções

.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/936475-cinco-mulheres-sao-presas-por-dirigir-na-arabia-saudita.shtml
.

A ponte de 36,48 km teve investimento de US$ 2,3 bilhões e levou quatro anos para ser construída

A ponte de 36,48 km teve investimento de US$ 2,3 bilhões e levou quatro anos para ser construída



.
A China inaugurou nesta quinta-feira a mais longa ponte sobre o mar do mundo, com 36,48 km, na cidade litorânea de Qingdao, informou a agência oficial Xinhua.

A ponte, que teve investimento de US$ 2,3 bilhões e levou quatro anos para ser construída, liga o centro da cidade ao seu subúrbio de Huangdao, nos dois lados da baía de Jiazhou.

Com esta ponte, a distância entre os dois pontos de um dos principais portos da China --e sede das competições de vela nas Olimpíadas de 2008-- poderá ser percorrida com economia de 20 a 40 minutos.
.
A nova ponte supera a da baía de Hangzhou, também no leste da China e que com 36 quilômetros era considerada a mais longa do mundo até hoje.

Há várias pontes sobre terra mais longas no mundo, sendo que as três primeiras também estão na China. A maior delas é um lance elevado do trem de alta velocidade Pequim-Xangai, de 164,8 quilômetros, serviço que também foi inaugurado hoje.

A leva de novas obras de infraestrutura chinesas se completou nesta quinta-feira com a inauguração do mais longo gasoduto do mundo, que levará o gás natural desde o Turcomenistão, na Ásia Central, até a China, em percurso de 8.700 quilômetros.

O gasoduto foi construído com investimento US$ 21,98 bilhões e é o segundo que levará gás natural da Ásia Central ao leste da China.

As inaugurações coincidem com o 90º aniversário do Partido Comunista da China, fundado em 1º de julho de 1921. A data será lembrada com atos comemorativos no Grande Palácio do Povo, em Pequim, e em muitas outras cidades do país asiático

.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/936907-china-inaugura-a-mais-longa-ponte-sobre-mar-do-mundo.shtml

.

Homem moderno jamais coexistiu com Homo erectus, dizem estudos

O homem moderno jamais coexistiu com seu antepassado Homo erectus, revelam estudos.

O Homo erectus é considerado como o antepassado direto do Homo sapiens e se parece com o homem moderno em vários aspectos, mas seu cérebro era menor e o formato do crânio, diferente.

O Homo erectus foi o primeiro de nossos parentes distantes a sair da África, há 1,8 milhão de anos, e desapareceu do continente africano e de grande parte da Ásia há 500 mil anos, mas suspeitava-se de sua presença na região de Ngandong, às margens do rio Solo, na ilha de Java (Indonésia), há entre 50 mil e 35 mil anos.

Como o Homo sapiens chegou à Indonésia há 40 mil anos, acreditava-se em uma possível presença comum em Java.

As últimas datações que apoiavam esta hipótese foram realizadas em 1996, a partir de dentes de animais e restos fossilizados de hominídeos, mas havia dúvidas sobre a idade real dos fósseis.

A partir de 2004, uma equipe internacional de antropólogos, dirigida conjuntamente por Etty Indriati, da Universidade Gadjah Mada da Indonésia, e Susan Anton, da Universidade de Nova York, conduziu o projeto Solo River Terrace (SoRT), que realizou novas análises, com diferentes métodos de datação.

Os pesquisadores do SoRT concluíram que, independentemente dos métodos utilizados, os fósseis do Homo erectus eram de um período bem anterior à chegada do Homo sapiens à região.

Assim, "o Homo erectus provavelmente jamais coexistiu neste habitat com os humanos modernos", declarou Etty Indriati.

Segundo as análises do SoRT, o Homo erectus estava extinto em Java há ao menos 143 mil anos, e mais provavelmente há 550 mil anos.

Uma coexistência entre o Homo erectus e o Homo sapiens reforçaria a teoria de que o homem moderno substituiu seus ancestrais no processo de evolução.

Mas a conclusão do projeto SoRT reforça a chamada "origem multirregional", que sugere que os humanos modernos são resultado de múltiplas contribuições genéticas, de diferentes grupos de hominídeos que viveram na África, Ásia e Europa

.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/936853-homem-moderno-jamais-coexistiu-com-homo-erectus-dizem-estudos.shtml

Corvo é capaz de reconhecer e dar alerta sobre perigo

No estudo, corvo reagiu com alerta a máscaras humanas associadas com algum comportamento ruim contra as ave



.
Os corvos são animais mais espertos do que parecem. Eles não só são capazes de identificar o rosto de uma pessoa que possa representar perigo, como também alertar os demais sobre a ameaça.

Intrigados pelo comportamento dos corvos-americanos (Corvus brachyrhynchos) no campus da Universidade de Washington, em Seattle, cientistas dessa instituição investigaram se as aves associariam um rosto a uma situação assustadora.

.
Para isso, os pesquisadores usaram uma máscara de borracha de um homem das cavernas antes de aprisionar, vendar e libertar sete corvos. Em seguida, dividiram-se em dois grupos.

Um deles usou uma máscara "perigosa" e outro, uma máscara neutra --a do ex-vice-presidente americano Dick Cheney.

Depois, observaram, enquanto caminhavam com seus colegas, o comportamento do bando de corvos.

REÇÃO COLETIVA

A máscara do homem das cavernas fez com que as aves dessem uma resposta coletiva à ameaça. Elas gralharam e gritaram, agitando furiosamente as asas e as caudas para alertar sobre o perigo. A máscara de Cheney, ao contrário, não motivou respostas.

Os cientistas levaram a experiência a outros quatro locais fora da universidade. E, desta vez, recorreram a máscaras diferentes. Os rostos tinham aparência comum, de homens e mulheres, brancos ou asiáticos, e 41 aves foram capturadas e vendadas.

Conforme o tempo passou, o número de aves que emitiu um alerta para a máscara que representava perigo aumentou.

Nos domínios da universidade, os alertas aumentaram de 20% das aves após a vendagem para impressionantes 60% cinco anos depois.

"Nos outros locais, nós só fizemos os testes por um ano e meio, e lá, de 20% a 40% das aves emitiram alertas", comentou por e-mail John Marzluff, professor de ciência da vida selvagem.

Uma explicação para o aumento dos alertas seria o fato de que algumas aves furiosas eram filhotes dos corvos vendados. Ainda bebês, eles teriam acompanhado os pais reagindo a uma percepção de perigo.

Como também havia corvos sem vendas vivendo a até 1,2 km do local, a hipótese é que eles se agruparam, aparentemente aprendendo sobre a ameaça por meio dos membros do grupo.

RECONHECIMENTO FACIAL

Segundo o estudo, o reconhecimento facial é essencial para os corvos. Alguns humanos do entorno alimentam as aves enquanto outros atiram nelas.

"Os corvos urbanos são muito atentos às pessoas e separam aquelas que são boas provedoras das que são perigosas", emendou.

Os corvos são particularmente intrigantes porque precisam dominar três fontes potenciais de informação, destacou a pesquisa, publicada na revista britânica "PNAS".

As aves adquirem informação de primeira mão, por meio de suas próprias experiências, "verticalmente", através de seus pais, e "horizontalmente", por outras aves.

Administrar esta mistura de fontes significa que as aves têm uma flexibilidade notável para processar informação.

Em termos evolutivos, os animais precisam fazer uma escolha quando se trata de processar a informação.

Obter informação em primeira mão --sobre ameaças ou comida, por exemplo-- é a forma mais confiável, mas também potencialmente perigosa.

De acordo com os cientistas, é improvável que o corvo-americano faça sozinho este processamento de dados.


.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/936710-corvo-e-capaz-de-reconhecer-e-dar-alerta-sobre-perigo.shtml

Neurocientista explica por que o amor é cego

No recém-lançado "Sobre Neurônios, Cérebros e Pessoas" (Atheneu), o médico e neurocientista carioca Roberto Lent, 62, fala sobre descobertas da neurociência em uma língua que todo mundo entende. Nesta entrevista à Folha, ele explica como a desativação de certas partes do cérebro comprovam que o amor é cego e o ser apaixonado, louco.



Folha- O que é o amor do ponto de vista da neurociência?
Roberto Lent - É uma invasão de dopamina que ativa os centros de recompensa do cérebro e produz prazer.



Então age como uma droga?
O mecanismo [no cérebro] é parecido, mas não é igual.



Qual a diferença?
Para cada tipo de prazer, as reações corporais e mentais são diferentes em quantidade e em qualidade.



Quais são as reações ativadas pelo amor?
Do arrepio ao orgasmo, passando pelos intermediários. Você pode corar, suar, ofegar, o coração bate mais rápido. E você exerce os comportamentos de cortejar, se exibe para a pessoa amada.



Essas reações também acontecem quando você está com medo. Significa que ativamos os mesmos circuitos do amor?
Não sabemos com precisão, mas, como são muitas combinações [de circuitos cerebrais], um certo arranjo significa amor, outro medo. Segundo o pesquisador português Antônio Damásio, cada emoção tem uma combinação do que ele chama de marcadores somáticos. Quando você tem de novo a exata combinação, produz o mesmo sentimento. No caso do amor, fica marcada em seu cérebro uma combinação de circuitos e reações que é ativada quando você encontra a pessoa amada, vê uma foto dela ou apenas pensa nela.



É possível saber qual é essa combinação do amor?
Com estudos usando ressonância magnética funcional, que mostra imagens do cérebro em atividade, conseguimos fazer uma espécie de mapa de regiões que são ativadas em situações relacionadas ao amor.



Qual é o mapa da mina?
As principais regiões ativadas são a ínsula e o núcleo acumbente. Mas a grande descoberta foi que, ao mesmo tempo em que há ativação dessas regiões, outras áreas são desativadas no lobo frontal do cérebro.
As regiões frontais são associadas ao raciocínio, à busca das ações mais adequadas. Desativar essas regiões significa perder o controle. Na paixão, a pessoa deixa de levar em conta certas contingências sociais e faz coisas meio malucas. A expressão "o amor é cego" reflete a percepção dessa desativação do lobo frontal descoberta pela ciência.



As condições culturais podem modificar esses circuitos?
Não creio. Os circuitos são os mesmos, mas as regras mudam. Mas não temos resposta para isso.



Há diferença entre os circuitos do amor e do desejo sexual?
Cada pergunta difícil que você faz... Existe uma sobreposição entre o mapa cerebral da paixão e o do sexo. Mas, como nossa experiência diz que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, certamente existem diferenças entre esses dois mapas.



Somos programados para amar?
Sem dúvida. Animais são programados para reproduzir, mas não podemos dizer que se amam. No nosso caso, há um ingrediente a mais, que é a experiência subjetiva. A função do amor é aproximar pessoas, inclusive aproximações improváveis: como o amor é cego, você pode amar pessoas que normalmente são rejeitadas por outros. Sempre haverá um certo alguém para outro alguém. Sim, significa que mais pessoas vão se juntar. Já pensou se só se aproximassem entre si pessoas loiras de olhos azuis? Seria desfavorável e desagradável para a espécie.

.
http://www.jornalfloripa.com.br/cienciaevida/index1.php?pg=verjornalfloripa&id=1064

Redução de estresse pode deter dano a cromossomos, diz ganhadora do Nobel

Elizabeth Blackburn, cientista ganhadora do Nobel de Medicina, em seu laboratório nos EUA


.
Foi a partir da observação de que mães de crianças com doenças crônicas pareciam mais velhas do que as com filhos saudáveis que a bioquímica australiana Elizabeth Blackburn iniciou a investigação que a levaria a ganhar o Prêmio Nobel de Medicina, em 2009, dividido com Carol Greider e Jack Szostak.

Juntos, eles descobriram como os cromossomos (as estruturas enoveladas que abrigam o DNA) podem ser copiados de forma completa durante o processo de divisão celular e como se protegem da degradação.

A solução está nas pontas dos cromossomos, os ditos telômeros, e na enzima que os "monta", a telomerase.
Blackburn os compara ao cadarço de um tênis. Os telômeros são as pontas, que impedem o desgaste. À medida que envelhecemos, os telômeros sofrem um desgaste lento e natural. No entanto, o estresse crônico pode acelerar esse processo, alertou Blackburn durante palestra no encontro com os premiados do Nobel, que acontece em Lindau (Alemanha).


.
"Muitas das doenças do envelhecimento, como problemas cardiovasculares e diabetes, são associadas ao encurtamento dos telômeros", explicou a pesquisadora.

A boa notícia, segundo ela, é a possibilidade de prevenir, pelo menos em parte, a aceleração desse fenômeno.
"Uma vida estressada e a exposição a múltiplos traumas têm uma relação direta com o encurtamento dos telômeros, assim como a hostilidade e o pessimismo", diz.

Blackburn aposta que educação, exercícios e redução do estresse possam frear esse processo e reduzir o risco de doenças no futuro.

INSPIRAÇÃO

A linha de pesquisa que culminou no Nobel de Blackburn começou anos atrás, quando ela e a psicóloga Elissa Epel, que estuda o estresse crônico, desenvolveram um estudo que avaliou dois grupos de mães. Um deles envolvia crianças normais e saudáveis e outro englobava mães que tinham filhos com doenças crônicas.

Foram feitas medições fisiológicas e psicológicas nos dois grupos e se descobriu que, quanto mais as mães tinham que cuidar de seus filhos doentes crônicos, mais estressadas elas estavam. Essa situação também resultava em telômeros mais curtos e em menor capacidade de reparação via telomerase.

"Pudemos ver claramente, pela primeira vez, a causa e o efeito de uma influência de fatores não genéticos. Os genes desempenham um papel nos níveis de telomerase, mas, dessa vez, era um fator externo, o estresse, que estava afetando a sua capacidade de se reparar", explicou.


.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/936911-reducao-de-estresse-pode-deter-dano-a-cromossomos-diz-ganhadora-do-nobel.shtml

Europeus descobrem o quasar mais antigo do Universo

Ilustração do quasar que possui, estimam cientistas, buraco negro com 2 bilhões de vezes a massa do Sol



.
Astrônomos europeus descobriram o quasar mais antigo visto até o momento a partir das observações realizadas com telescópios --entre eles, o de longo alcance do ESO (sigla em inglês de Observatório Austral Europeu), no Chile.

Segundo os resultados do estudo, trata-se do objeto mais luminoso encontrado até agora no Universo primordial --a fase correspondente à "infância do Cosmos"--, que é alimentado por um buraco negro com 2 bilhões de vezes a massa do Sol.

"Este quasar é uma evidência vital do Universo primordial. É um objeto muito raro que vai nos ajudar a entender como cresceram os buracos negros supermassivos em poucas centenas de milhões de anos depois do Big Bang", disse Stephen Warren, líder da equipe de astrônomos.

A luz do quasar, chamado ULAS J1120+0641, demorou 12,9 bilhões de anos para chegar aos telescópios da Terra. Por esta razão, é visto como era quando o Universo tinha apenas 770 milhões de anos.


.
Anteriormente já se tinha confirmado a existência de objetos ainda mais distantes, mas o quasar recém-descoberto é centenas de vezes mais brilhante que os anteriores.

"Demoramos cinco anos para encontrar este objeto", afirmou Bram Venemans, um dos autores do estudo, em referência ao achado.

"Encontrar este objeto envolveu uma busca minuciosa, mas o esforço valeu a pena para poder desvendar alguns dos mistérios do Universo primitivo", acrescentou.

O brilho dos quasares, dos quais se acredita que sejam de galáxias distantes muito luminosas alimentadas por um buraco negro supermassivo em seu centro, podem ajudar a desvendar a época em que foram formadas as primeiras estrelas e galáxias

.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/936492-europeus-descobrem-o-quasar-mais-antigo-do-universo.shtml

Hacker violou mensagens de Dilma na campanha de 2010


.
Um hacker invadiu o correio eletrônico pessoal da presidente Dilma Rousseff e copiou e-mails que ela recebeu durante sua vitoriosa campanha à Presidência da República, no ano passado, revela reportagem de Matheus Leitão e Rubens Valente na edição desta quinta-feira (30) da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

O rapaz tentou vender os arquivos a políticos de dois partidos de oposição, o DEM e o PSDB, mas disse que não teve sucesso.

A Folha encontrou-se com o hacker na segunda-feira (27), num shopping de Taguatinga (DF), a 20 km de Brasília. Ele não quis se identificar. Disse que se chama "Douglas", está desempregado, mora na cidade e tem 21 anos.

Na semana passada, uma onda de ataques de hackers teve como alvo sites de órgãos do governo federal. Segundo balanço divulgado pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) na terça-feira (28), vinte portais do governo e 200 sites municipais, principalmente de prefeituras, foram atacados.

O mais crítico, segundo afirmou o diretor-presidente da empresa, Marcos Mazoni, foi o ataque ao site da Presidência da República, ocorrido na madrugada de quarta-feira (22).

No dia seguinte ao ataque, o grupo de hackers LulzSecBrazil, responsável pela maioria das ações, postou em sua conta no Twitter um link para um arquivo com supostos dados pessoais de Dilma, como números do CPF e do PIS, data de nascimento, telefones e signos.

"Douglas" afirma que não integra o grupo que realizou estes ataques.

Leia mais na Folha desta quarta-feira, que já está nas bancas

.
http://www1.folha.uol.com.br/poder/936819-hacker-violou-mensagens-de-dilma-na-campanha-de-2010.shtml

García pede bênção ao Peru na inauguração do "Cristo Redentor"


.
O presidente do Peru, Alan García, pediu nesta quarta-feira a bênção de Deus para proteger o povo peruano na inauguração do "Cristo do Pacífico", uma estátua em Lima inspirada no Cristo Redentor, financiada pelo dinheiro do próprio governante e da construtora brasileira Odebrecht. O líder disse que o monumento busca prestar "uma homenagem a todos os peruanos que, em sua imensa maioria, acreditam em Deus e em seu filho Jesus Cristo".

Aos pés da estátua de Cristo de braços abertos em frente à baía de Lima, García explicou que queria erigir este monumento para lembrar "o quanto devemos pensar em servir aos demais e em nos preparar para a vida posterior". A obra de 22 metros de altura, que será embelezada por luzes de 26 cores, provocou uma série de comentários e críticas especialmente por parte da prefeita de Lima, Susana Villarán, que se queixou por não ter sido informada da colocação deste monumento sobre o morro solar do distrito de Chorrillos.

Em declarações aos jornalistas, García, que deixará o poder no dia 28 de julho, reiterou que nunca pensou que um tema assim suscitasse alguma crítica, pois não custou nada ao orçamento nacional, já que o presidente pagou do próprio bolso, além do financiamento do grupo Odebrecht.


.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5213463-EI8140,00-Garcia+pede+bencao+ao+Peru+na+inauguracao+do+Cristo+Redentor.html

Alemanha diz adeus ao serviço militar obrigatório

O serviço militar obrigatório acabou oficialmente nesta quinta-feira na Alemanha, onde a partir de sexta-feira os cidadãos só cumprirão serviços voluntários e profissionais após 55 anos de vínculo forçado.
O fim do serviço militar foi aprovado no final do ano passado pela coalizão da chanceler Angela Merkel, após um longo processo de debate entre as três formações governamentais - a União Democrata -Cristã (CDU), a União Social-Cristã (CSU) e o Partido Democrático Liberal (FDP).

Para isso, foi preciso superar as fortes pressões internas, especialmente no centro da CDU/CSU, já que parte dos integrantes consideravam que a medida prejudicaria o princípio constitucional que as Forças Armadas devem estar vinculadas à sociedade alemã e ser um reflexo de todos seus estamentos.

A reforma das Forças Armadas e o adeus ao serviço militar tomaram forma ao longo do ano passado impulsionados pelo então ministro da Defesa, Karl-Theodor zu Guttenberg, da CSU.

Com o fim da prática do serviço militar fica suspensa também a prestação do serviço social alternativo, o que por sua vez suscitou críticas pelo vazio que representará.

A reforma ajuda a redução do contingente atual, de 240 mil soldados, a um máximo de 175 mil efetivos, enquanto o grupo de empregados civis das Forças Armadas será reduzido pela metade, com 50 mil.

O Bundeswehr - Exército federal - foi instaurado em 1956, 11 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial e, em julho de 1957, foram chamados os 10 mil primeiros recrutas para cumprir o serviço militar obrigatório.

Após a Guerra Fria, começou a progressiva redução de seu contingente e também do período de prestação do serviço militar, até chegar aos atuais seis meses obrigatórios.

No dia 3 de janeiro, com a lei já aprovada pelo Governo, os soldados foram recrutados para seu último semestre de existência.

A implantação do Exército profissional prevê a possibilidade de incorporar cidadãos não alemães, residentes no país e procedentes da União Europeia.

Com o tempo, as Forças Armadas profissionais pretendem reduzir custos e, ao mesmo tempo, concentrar os recursos nas intervenções em missões internacionais, que a Alemanha dispõe de cerca de 7 mil soldados, mais da metade deles no Afeganistão.


.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5213931-EI8142,00-Alemanha+diz+adeus+ao+servico+militar+obrigatorio.html

Alemanha aprova fechamento de usinas nucleares até 2022

Angela Merkel deposita seu voto para decidir o futuro da energia nuclear na Alemanha, durante sessão no Parlamento




.
O Parlamento alemão (Bundestag) aprovou hoje o muito debatido projeto de lei de "blecaute nuclear" proposto pelo Governo da chanceler Angela Merkel.
A iniciativa da coalizão governamental formada por democratas-cristãos e liberais obteve o apoio da oposição social-democrata e verde, apesar das fortes críticas feitas por estes dois partidos ao Executivo.

O plano para desligar os 17 reatores nucleares da Alemanha até 2022 foi elaborado em regime de urgência após a catástrofe de Fukushima, e representa uma mudança radical em relação ao programa energético anterior, que apostava na energia atômica

.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5213918-EI8142,00-Alemanha+aprova+fechamento+de+usinas+nucleares+ate.html

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Eu, Ateu - Myrian Rios, Sua Mula!

Resposta às insanidade vomitadas pela deputada idiota Myrian Rios.
.

Exame de ressonância explica como o cérebro processa piadas

Cientistas britânicos dizem ter desvendado a maneira como o cérebro humano reage a piadas, num trabalho que pode ajudar a determinar se pacientes em estado vegetativo são capazes de experimentar emoções positivas.
Pesquisadores da unidade de cognição e ciências cerebrais do Conselho de Pesquisas Médicas usaram exames de ressonância magnética funcional para observar e comparar o que acontece no cérebro de pessoas normais quando elas ouvem frases comuns e piadas engraçadas, inclusive trocadilhos.
Ao avaliar os cérebros de 12 voluntários saudáveis, eles notaram que as áreas de recompensa no cérebro se acendem muito mais ao processarem piadas do que ao processarem uma fala normal. No estudo, essa reação de recompensa aumentava conforme os participantes achassem uma piada mais engraçada.
"Encontramos um padrão característico de atividade cerebral quando as piadas usadas eram trocadilhos", disse Matt Davis, um dos coordenadores do estudo, em nota.
Por exemplo, piadas como ''Por que os canibais não comem palhaços? Porque eles têm um gosto engraçado!'' envolvia áreas cerebrais ligadas ao processamento da linguagem, mais do que em piadas que não envolviam jogos de palavras."
Ele disse que a resposta também era diferente quando frases não-engraçadas continham palavras com mais de um sentido.
"Mapear a forma como o cérebro processa as piadas e as frases mostra como a linguagem contribui para o prazer de entender uma piada. Podemos usar isso como parâmetro para entender como as pessoas que não conseguem se comunicar normalmente reagem a piadas", acrescentou ele.
A equipe de Davis, que teve seu trabalho publicado na terça-feira na revista Journal of Neuroscience, disse que será possível usar o estudo para descobrir se alguém em estado vegetativo pode experimentar emoções positivas - um passo que poderia ajudar os parentes a entender o estado mental dos pacientes.
"Já usamos ressonâncias magnéticas funcionais para detectar a compreensão da linguagem em pacientes em estado vegetativo que não conseguem se comunicar de qualquer outra forma", disse Tristan Bekinschtein, que também participou do estudo.
"Podemos agora usar métodos similares para buscar emoções positivas nesses pacientes. Isso é muito importante para as famílias e amigos desses pacientes, que querem saber se eles ainda conseguem experimentar o prazer e o riso, apesar da sua adversidade."

.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5211189-EI8147,00-Exame+de+ressonancia+explica+como+o+cerebro+processa+piadas.html

terça-feira, 28 de junho de 2011

Médicos alertam para uso do Facebook e depressão entre jovens

O alerta de um grupo de médicos influentes dos EUA adicionou o termo "depressão Facebook" aos possíveis danos relacionados às redes sociais, em referência a uma condição que pode afetar adolescentes obcecados pelo site.

As novas diretrizes para redes sociais da American Academy of Pediatrics, associação norte-americana de pediatria, foram publicadas nesta segunda-feira no periódico "Pediatrics".

Alguns pesquisadores discordam da decisão. Para eles, o problema pode ser uma extensão da depressão que algumas crianças sentem em outras circunstâncias, ou uma condição distinta ligada ao uso do site.

Mas há aspectos singulares do Facebook que podem torná-lo difícil de navegar para crianças que já lidam com baixa autoestima, disse Gwenn O'Keeffe, pediatra de Boston e principal autora das novas diretrizes.

Registros dos amigos, atualizações de status e fotos de pessoas felizes no Facebook podem fazer como que algumas crianças se sintam mal por pensarem que não estão à altura.

Pode ser mais doloroso do que sentar-se sozinho na lanchonete da escola lotada ou do que outras situações da vida real, disse O'Keeffe, pois o Facebook oferece uma visão distorcida do que realmente está acontecendo. Na rede não há nenhuma maneira de ver as expressões faciais ou ler a linguagem corporal que fornecem o contexto das experiências.

As diretrizes encorajam os pediatras a incentivar os pais a conversarem com seus filhos sobre o uso da internet, do Facebook e outros riscos on-line.

Abby Abolt, 16 anos, estudante do segundo ano da High School de Chicago e usuária frequente do Facebook, diz que nunca se sentiu deprimida enquanto navegava pelo site, mas que ele pode afetar algumas crianças.

"Se você realmente não tem muitos amigos e se depara com as atualizações de outras pessoas, de status e fotos com amigos, pode ficar chateado."

"É como um grande concurso de popularidade: quem consegue ter mais pedidos de amigos ou o máximo de fotos marcadas", disse ela.

As novas diretrizes afirmam que o assédio on-line "pode causar profundas consequências psicossociais", incluindo o suicídio. O suicídio de uma menina de Massachusetts de 15 anos de idade no ano passado, amplamente divulgado, ocorreu depois de ela ter sofrido bullying, pessoalmente e no Facebook.

"O Facebook é onde todos os adolescentes 'se encontram' agora. É a loja da esquina", disse O'Keefe.

Para a pediatra, os benefícios do Facebook para crianças não devem ser negligenciados, como se conectar com amigos e família, compartilhar fotos e trocar ideias.

Megan Moreno, da Universidade de Wisconsin, especialista em medicina adolescente que estuda as redes sociais on-line entre estudantes universitários, disse que usar o Facebook pode aumentar a sensação de conexão social entre crianças, mas tem o efeito oposto sobre aquelas propensos à depressão.

No entanto, os pais não devem ficar com a ideia de que usar o Facebook "vai, de alguma forma, contaminar seus filhos com depressão", disse ela

.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/894902-medicos-alertam-para-uso-do-facebook-e-depressao-entre-jovens.shtml

Usuários de redes sociais exibem até o que não querem mostrar


.
Aquele colega de faculdade que era tão simpático agora é o chato que registra os detalhes mais insignificantes do seu dia no Facebook.

Quem estava interessado em negócios e começou a seguir o executivo bem-sucedido no Twitter fica sabendo só sobre suas viagens e festas
.
E é sempre um constrangimento quando um conhecido resolve expor suas crises pessoais na internet.

Frequentar as redes sociais é uma boa maneira de manter contatos, mas é preciso conter a ansiedade, a raiva e a curiosidade nessas salas sem paredes.

Muitas pessoas se sentem tão à vontade no mundo virtual que acabam revelando aspectos de suas personalidades que surpreendem (ou aborrecem) os demais.

"Todos nós temos aspectos desconhecidos até de nós mesmos, que podem ser positivos, como talentos, ou sombrios, como medos. A internet é um meio propício para experimentar esses lados", diz Rosa Maria Farah, coordenadora do Núcleo de Pesquisas da Psicologia em Informática da PUC-SP.

Uma das hipóteses para isso é que, quando se está na internet, perde-se um pouco a noção de tempo e espaço.

O internauta fica em imersão, o que favorece uma condição quase de sonho. "As pessoas se sentem mais capazes de expressar desejos que, na vida presencial, pensariam 10 mil vezes antes de demonstrar", afirma.

Nesse estado alterado de consciência, a censura e a autocrítica ficam rebaixadas.

Um estudo da Universidade da Califórnia (EUA) mostrou que os internautas ficam em estado contínuo de atenção parcial e alerta permanente. Os resultados indicam que o Twitter estimula a liberação do hormônio ocitocina e diminui os níveis do cortisol, associado ao estresse.

Segundo a pesquisa, as conexões on-line são entendidas pelo cérebro como contatos cara a cara.

SEDE DE ATENÇÃO

"Eu vejo dualidade nas pessoas nas redes sociais: o tímido se torna expressivo, e pessoas que no convívio são agradáveis e educadas ficam agressivas", diz Gil Giardelli, professor da pós-graduação da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Para ele, a vontade de chamar a atenção é uma das explicações.

Um levantamento feito pelo Facebook mostra que usuários que fazem mais críticas são os que recebem mais comentários.

Para o especialista em planejamento estratégico digital Felipe Morais, os internautas se surpreendem com o comportamento alheio porque, na verdade, acabam trazendo para o seu convívio pessoas que não conhecem a fundo. "Eu mesmo tenho mais de 800 contatos no Facebook, mas posso dizer que realmente conheço uns 15."


.
Já o estudante de direito Guilherme Saraiva, 20, diz que já excluiu da sua lista pessoas "chatas".

A maioria dos usuários de redes sociais prefere o papel de espectador, segundo Morais, que dá aulas de comércio eletrônico no MBA da Faculdade Anhembi-Morumbi.

Um levantamento feito pelo Yahoo Research mostra que apenas 0,05% dos usuários do Twitter conseguem chamar a atenção.

MULHERES

Nas redes sociais, as mulheres se expõem mais do ponto de vista pessoal. Uma pesquisa feita no ano passado pela Oxygen Media e Lightspeed Research mostrou que 21% das mulheres entre 18 e 34 anos que estão nas redes se levantam à noite só para checar o Facebook.

"Por uma questão cultural, as mulheres são mais abertas e comunicativas. É aceitável que elas mostrem mais os sentimentos", diz a professora Rosa Farah.


.
A agente de negócios Fernanda Nunciato, 23, está no Facebook, MySpace, Orkut, LinkedIn, Twitter e tem um blog. Checar as redes sociais é a última coisa que faz antes de dormir e a primeira quando acorda. "Tomo o café da manhã vendo minhas páginas pelo notebook", diz.

A top model alagoana Bruna Tenório, que mora em Nova York, também adotou a rede social para se comunicar com amigos e parentes.


.
"O Facebook é bem útil quando preciso ter contato com amigos, acho mais ágil escrever algo no mural deles, a resposta vem mais rápido do que por e-mail", diz.

Ter muitos acessos no blog, um grande número de amigos no Facebook e de seguidores no Twitter virou símbolo de status, popularidade e prestígio.

Mas frequentar as redes sociais significa também conviver com amigos exibidos e gente mal-humorada e ficar da sabendo de detalhes pouco interessantes da rotina dos outros. "É o zoológico humano, só que visto de camarote", afirma Farah.

A 'FAUNA' DO FACEBOOK

O EXIBICIONISTA

Com textos e fotos, procura mostrar como é feliz e bem-sucedido. Fala das viagens que faz, de restaurantes e festas que frequenta e de como sua família é linda e unida. Dá a impressão de que criou um personagem

O VOYEUR

Ele está lá, mas pouco se manifesta. Pode ser por timidez ou porque não quer mesmo se relacionar com ninguém. Observa tudo e não fala nada

O CARENTE

Ele conta seu dia em detalhes. Parece precisar de reconhecimento. Com seus posts que não interessam a ninguém, parece dizer "ei, olhem para mim". Pode ser um solitário e não ser tão desocupado como aparenta

O POPULAR

Ele quer ter 1 milhão de amigos, como na música. Adiciona até quem não conhece direito para atingir sua meta. Provavelmente também é assim no mundo 'real' e mostra esse aspecto nas redes sociais

O BIG BROTHER

Ele escancara sua vida pessoal, relata crises conjugais e reclama do trabalho. Pode não ter noção de que muito mais gente do que imagina está lendo o que escreve ou não percebe que está sendo inadequado

O POLÊMICO

O simples comentário que alguém fez sobre um filme pode virar uma grande dor de cabeça quando o crítico resolve se manifestar. Ele é o mal-humorado, o do contra, que vê em tudo uma teoria da conspiração

O BAJULADOR

O puxa-saco está sempre pronto para dar os parabéns, principalmente se os colegas forem mais ricos e bem-sucedidos do que ele. Diz que os amigos estão lindos, que os bebês são fofos e que está com saudades


.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/907408-usuarios-de-redes-sociais-exibem-ate-o-que-nao-querem-mostrar.shtml

.

Superexposição na web deixa nossa reputação mais vulnerável


.
Tudo o que você coloca na internet pode ser usado contra você. Fotos de um momento festivo, discussões, tuítes atravessados. E há pouco espaço para voltar atrás, como percebeu tarde demais o congressista americano Anthony Weiner, após o mundo ver suas cuecas no Twitter
.
"Nem com todo dinheiro do mundo é possível limpar uma reputação manchada na internet", diz o perito digital Wanderson Castilho, da E-Net Security.

A exposição virtual e a velocidade da web mudaram o conceito de reputação. "Nossa imagem está mais vulnerável. Pode ser confrontada com o que postamos", diz o sociólogo Sergio Amadeu, professor da Universidade Federal do ABC.

O conceito de reputação virtual não poderia estar mais em alta. O Google acaba de lançar uma ferramenta, a "Eu na Web", para que o usuário monitore o que falam dele por aí.

Há quem ganhe para cuidar da imagem alheia e limpar um passado virtual, como Owen Tripp, cofundador da Reputation.com, com sede nos EUA. "Temos 160 empregados especializados em reputação online. Monitoramos publicações, fazemos relatórios e enviamos alertas", disse à Folha. A limpeza de rastros pode custar de US$ 100 a US$ 10 mil, diz Tripp.

No Brasil, José Milagre, perito digital da Legaltech, diz que conserta até imagem de morto. "Trabalhamos com conteúdos positivos que empurram os resultados 'negativos' para baixo." Trocado em miúdos, significa manipular os resultados do Google para que os dados positivos da pessoa apareçam no topo de uma pesquisa.

Mas há casos que nem peritos resolvem.

Que o diga a apresentadora de TV Rose Leonel, 41, de Maringá (PR). Há cinco anos, fotos em que ela aparecia nua foram publicadas em 7 milhões de sites pornôs pelo mundo.

Segundo Rose, seu ex-namorado disparou 15 mil e-mails com as imagens para os moradores de Maringá.

"As pessoas me olham, eu já sei o que pensam. Não me olham como vítima. Condenam quem está exposto e não querem saber quem foi que expôs."

A apresentadora perdeu o emprego de colunista social. Em 2010, o ex foi condenado a um ano e 11 meses por difamação, mas recorreu.

Rose quer criar uma ONG para dar apoio jurídico e psicológico a mulheres que passaram pelo mesmo problema. E ainda há mais de 780 mil links relacionando pornografia ao seu nome, segundo o perito Castilho, que cuidou do caso. "Se o escândalo é muito grande, é impossível limpar. Eu digo: 'Rose, seus netos verão você nua.'"



.
BARRACO DE SOROCABA

A auditora fiscal Juliana Leite, 34, ficou conhecida pelo "Barraco de Sorocaba", vídeo postado por sua rival no YouTube, em julho de 2010.

Na gravação, Juliana é confrontada e apanha da então amiga, a advogada Vivian de Oliveira, 35, que a acusa de ter um caso com seu marido. "Foi uma humilhação. Na época, nem saía na rua."

Vivian está sendo processada por danos morais. O vídeo original já foi retirado do ar, mas há paródias no YouTube - a mais popular tem 142 mil visualizações.

É difícil prever a repercussão de uma postagem na rede. "Ainda não dominamos essa linguagem", diz a psicóloga Rosa Maria Farah, da PUC-SP.

Segundo Farah, isso justifica alguns deslizes e escândalos. Outra hipótese é a de que, quando estamos online, perdemos um pouco a capacidade de crítica.

"Há uma sensação de anonimato e privacidade quando se está online. É comum as pessoas entrarem em estado alterado de consciência, semelhante ao sonhar."

Para a psicóloga Dora Sampaio Góes, do Hospital das Clínicas de SP, gostamos mesmo de aparecer. "Queremos vender uma identidade."

O problema é confundir o íntimo com o social e tornar público o particular, segundo ela. "Usamos as redes sociais como se fossem nosso quarto. Há uma deturpação da noção de intimidade."

Owen Tripp diz mais: "O que antes escreviam na porta do banheiro vai hoje para o mural do Facebook."

E há um preço a pagar. A advogada Patricia Peck, especialista em direito digital, diz que falta a todos uma noção do risco real na internet. "As pessoas podem falar o que pensam, mas respondem pelo que dizem."

Faça a conta: se você tem 200 amigos no Facebook e cada um também tem 200, uma postagem sua pode chegar a 40 mil pessoas que você nem tem ideia de quem sejam.

Assustador, não? Mas não é preciso apagar o perfil em todas as redes sociais. Alex Primo, professor de comunicação da UFRGS, diz que é possível separar o profissional do pessoal em redes sociais com listas e configurações de privacidade.

Mas reconhece que a internet é um convite à exposição. "Quanto mais você se expõe, mais vantagens pode receber. Só posso usar ferramentas do Google se der os meus dados. O Facebook só é divertido quando atualizamos."


.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/935603-superexposicao-na-web-deixa-nossa-reputacao-mais-vulneravel.shtml

Governo corta verba para alcoolismo e eleva para droga ilícita


.
É a política do cobertor curto. O governo reduziu entre 1998 e 2007 as verbas para tratar dependentes de álcool e aumentou para quem usa drogas ilícitas como crack, cocaína e maconha, segundo levantamento do economista Daniel Cerqueira, da Fundação Getúlio Vargas do Rio.

Hoje, tratamento de alcoolismo é ambulatorial, diz ministério

Não há números muito precisos, mas a dependência de álcool atinge cerca de 16 milhões de pessoas. Já os dependentes de drogas ilícitas não são mais do que 6 milhões.

A queda de gastos foi detectada a partir do Datasus, que reúne dados do sistema de saúde pública no país.

Em 1998, o governo gastou R$ 413 milhões em tratamentos de transtornos do álcool. Em 2007, essa cifra caiu para R$ 226 milhões, um recuo de 45%. As internações nesse período diminuíram 26% (de 87.889 para 65.159).

Com as drogas ilícitas, ocorreu o fenômeno inverso: houve aumento de verbas, mas numa proporção menor do que o crescimento das internações. Os gastos com tratamentos, que eram de R$ 55 milhões em 1998, alcançaram R$ 95 milhões em 2007.

O número de internamentos explodiu nesse período. Passou de 13.905 em 1998 para 32.847 dez anos depois, um salto de 136%.

O total das verbas para tratar dependência de álcool e de drogas ilícitas caiu 31% nesses dez anos, de R$ 468 milhões para R$ 321 milhões

.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/932356-governo-corta-verba-para-alcoolismo-e-eleva-para-droga-ilicita.shtml

Fumar maconha pode adiantar o aparecimento da esquizofrenia


.
Fumar maconha pode adiantar em quase três anos o aparecimento de esquizofrenia e de outros quadros psicóticos.

A conclusão é de uma revisão de 83 estudos científicos já publicados sobre a relação entre o consumo dessa erva e o transtorno.

Pesquisas sobre maconha viram armas no debate sobre legalização
Os resultados, divulgados no periódico médico "Archives of General Psychiatry", dão mais munição a pesquisadores que se opõem à liberação da substância ilícita.

No total, os pesquisadores das universidades de New South Wales, Austrália, e Emory, EUA, avaliaram dados de mais de 22 mil portadores de distúrbios psicóticos _sendo 8.167 deles usuários de maconha.

A doença aparecia em média 2,7 anos (cerca de 32 meses) antes entre quem consumia a erva do que nos membros do grupo-controle.

"Acredito que essa relação seja de causa e consequência, e a maconha tem um papel importante [no aparecimento precoce do transtorno] em certas pessoas", disse à Folha o psiquiatra australiano Matthew Large, um dos autores do estudo.

Uma hipótese é que pessoas com predisposição genética para esquizofrenia são mais suscetíveis à influência da maconha.

Nelas, os quadros psicóticos poderiam ser desencadeados pela alteração na concentração de neurotransmissores como dopamina e serotonina, causada pela droga, o que desregularia o funcionamento cerebral.

"Pessoas com histórico familiar de esquizofrenia devem ser instruídas a jamais usar essa droga. Não dá pra arriscar", diz Hélio Elkis, coordenador do Projeto Esquizofrenia do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Segundo o psiquiatra, quanto mais cedo aparece a doença, pior o prognóstico. "Se surge na adolescência, o cérebro não teve tempo de se desenvolver completamente." Isso piora o deficit cognitivo, próprio do transtorno.

.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/873922-fumar-maconha-pode-adiantar-o-aparecimento-da-esquizofrenia.shtml

E-ELT, um grande olho para descobrir vida em outros planetas

No meio do árido deserto do Atacama, onde a existência parece uma quimera, se situa o altivo monte que na próxima década abrigará o Telescópio Europeu Extremamente Grande, E-ELT, o maior olho que rastreará no universo vida em outros planetas.
Esse instrumento, que contou com um investimento de 1,055 bilhão de euros (R$ 2,3 bilhões), é o próximo projeto de grande magnitude do Observatório Austral Europeu (ISSO), que engloba 14 países europeus, inclusive o Brasil.

"Devemos buscar outro planeta. Esta é a nossa maior oportunidade para descobrir vida extraterrena", revela o astrônomo belga Henry Boffin.

Contudo, as expectativas vão muito além. "Com este telescópio esperamos ver coisas que não podemos imaginar agora", disse este cientista que trabalha no observatório da ISSO localizado no monte Paranal, no norte do Chile, onde são realizados outros megaprojetos.

Já é possível observar deste lugar, cerca de 20 quilômetros de distância, o monte Armazones, eleito pela ISSO em abril de 2010 como o cenário adequado para instalar o E-ELT, que também era cobiçado pelas Ilhas Canárias (Espanha).

Até o momento, só uma pequena estrada de terra no sopé da montanha, de 3,06 mil metros de altura sobre o nível do mar, em cujo cume será construído esse imenso olho, composto por cinco espelhos.

O espelho primário, que segundo o desenho inicial teria 42 metros de diâmetro, vai medir 39,3 metros, similar a largura de um campo de futebol, e será composto por mil peças hexagonais.

"Vai ser cinco vezes maior que os telescópios atuais. Isso quer dizer que vamos ter 25 vezes mais luz e cinco vezes mais detalhes", destaca Henry Boffin.

Porém, um de seus principais avanços será a incorporação no próprio E-ELT da óptica adaptativa, que na maioria dos telescópios é aplicada apenas nos instrumentos anexos, aqueles que permitem processar e analisar a luz captada pelos espelhos.

Essa técnica permite em tempo real preservar o instrumento das distorções que a atmosfera terrestre provoca na luz.

Os astrônomos vão se beneficiar além de um céu diáfano, de mais de 330 noites abertas ao ano.

Além disso, a proximidade do Paranal permitirá integrar ambas as instalações, até o o E-ELT ser executado da própria sala de controle.

Uma vez escolhido o desenho e o lugar, só falta o Conselho da ISSO decidir em dezembro se vai aprovar o financiamento deste projeto astronômico, embora tudo indique que não haverá desistências.

Se o E-ELT superar esse trâmite, espera-se que sua construção comece em 2012 e já esteja operacional 10 anos depois.

A partir desse momento, com o E-ELT tudo é possível. Ainda mais porque é muito pouco o que se sabe sobre o Universo atualmente.

"Por enquanto sobre o Universo sabemos que não conhecemos grande coisa. Sabemos que 95% dele é totalmente desconhecido, sendo 25% constituído de matéria e 70% de energia", explica Boffin.

"Nos dois casos, não temos absolutamente nenhuma ideia do que se trata. Portanto, conhecemos apenas 5% do Universo. Com o E-ELT esperamos conhecer justamente os 95% restantes", aponta este astrônomo.

O enorme olho terrestre se servirá das imagens de outras galáxias distantes captadas pelo telescópio espacial James Webb (JWST), o sucessor do Hubble, cujo lançamento está previsto para 2018.

Ao aproximar certos pontos do cosmos, o telescópio vai permitir também ver com mais detalhes buracos negros como o que se encontra no centro de nossa galáxia, a Via Láctea, e inclusive medir diretamente a aceleração da expansão do Universo.

Mas um de seus objetivos principais é a detecção e a análise de novos exoplanetas, como aqueles que orbitam ao redor de uma estrela diferente do Sol, com o propósito de encontrar, inclusive, vida extraterrestre.

"Com o E-ELT o que esperamos tirar foto de outro planeta que se encontre ao redor de outra estrela como o Sol, ver se efetivamente se parece com o nosso" e se, por exemplo, há água em sua atmosfera, disse Boffin.

No entanto, este astrônomo se mostra cauteloso. "Ainda estamos longe de afirmar que não estamos sós no Universo". Agora, o E-ELT se encarregará de decifrar esse mistério.


.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5203906-EI238,00-EELT+um+grande+olho+para+descobrir+vida+em+outros+planetas.html

Hawking: vida após a morte é conto de fadas para quem tem medo


.
O astrofísico Stephen Hawking, 69 anos, afirmou em entrevista ao jornal The Guardian que a vida após a morte é apenas um "conto de fadas" para pessoas com medo de morrer. Hawking, um dos mais conhecidos cientistas do planeta, sofre desde os 21 anos com os efeitos de uma doença que o impede de se mover e que, segundo os médicos, deveria tê-lo matado em poucos anos após os primeiros sintomas, mas que, de acordo com o próprio astrofísico, permitiu que ele aproveitasse mais a vida.

"Eu vivi com uma perspectiva de uma morte próxima pelos últimos 49 anos. Em não tenho medo da morte, mas eu não tenho pressa em morrer. Eu tenho muita coisa para fazer antes", diz ao jornal britânico. "Eu considero o cérebro como um computador que vai parar de trabalhar quando seus componentes falharem. Não há céu nem vida após a morte para computadores quebrados, isto é um conto de fadas para as pessoas com medo do escuro", afirma o cientista.

Em 2010, Hawking lançou o livro The Grand Design, no qual afirma que não há necessidade de um criador para explicar a existência do Universo. As afirmações vão contra um de seus mais famosos livros, Uma Breve História do Tempo (hoje revisado e com o título Uma Nova História do Tempo), de 1988, em parceria com Leonard Mlodinow. Nos anos 80, Hawking dizia que uma teoria do tudo, a qual Einstein buscava e que poderia explicar todas as forças e partículas do Universo, seria o que levaria o homem a "conhecer a mente de Deus".

Agora, o astrofísico descarta a vida após a morte e diz que devemos focar nosso potencial na Terra fazendo bom uso de nossas vidas.

Na terça-feira, Hawking profere uma palestra em Londres onde afirmará que flutuações quânticas no início do universo tornaram possíveis as galáxias, estrelas e, por fim, a vida humana. Ele ainda falará sobre a teoria M, que une as teorias das cordas e é vista por muitos cientistas como a melhor candidata a teoria do tudo.


.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5132897-EI301,00-Hawking+vida+apos+a+morte+e+conto+de+fadas+para+quem+tem+medo.html

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Imagem revela nebulosa enorme em torno da estrela supergigante

Material visível na nova imagem é, provavelmente, composto de poeira de silicato e alumina





.
Novas imagens obtidas por astrônomos do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) revelaram uma enorme nebulosa em torno da famosa estrela supergigante Betelgeuse. Os cientistas utilizaram o Very Large Telescope do ESO (VLT).

A estrutura se assemelha a chamas emitidas pela estrela e forma-se à medida que o objeto liberta material para o espaço. A nebulosa é muito maior que Betelgeuse, com mais de 60 bilhões de km desde a superfície estelar - o que significa cerca de 400 vezes a distância entre a Terra e o Sol.

Estrelas supergigantes vermelhas como a Betelgeuse representam uma das últimas fases da vida de uma estrela de grande massa. Durante esta fase, de curta duração, a estrela aumenta de tamanho e expele as suas camadas exteriores para o espaço a uma taxa prodigiosa - expele enormes quantidades de material (correspondentes aproximadamente à massa do Sol) em apenas 10 mil anos.

O material visível na nova imagem é, provavelmente, composto de poeira de silicato e alumina. É o mesmo material que forma a maior parte da crosta terrestre e de outros planetas rochosos. Em um passado distante, os silicatos da Terra foram formados por uma estrela de grande massa (agora extinta) semelhante à Betelgeuse.

O pequeno círculo vermelho no centro tem um diâmetro de cerca de quatro vezes e meia a órbita da Terra e representa a posição da superfície visível da Betelgeuse. O disco negro corresponde à parte extremamente brilhante da imagem que teve que ser tapada para que a nebulosa mais tênue pudesse ser observada. As imagens foram obtidas através de filtros infravermelhos sensíveis à radiação a diferentes comprimentos de onda, com o azul correspondente aos comprimentos de onda menores e o vermelho aos maiores

.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5207758-EI301,00-Imagem+revela+nebulosa+enorme+em+torno+da+estrela+supergigante.html
.

sábado, 25 de junho de 2011

Professora usa jornal da Universal para ‘formar senso crítico dos alunos’


.
A professora de redação Mara Regina Aparecida Trindade dos Santos, da Escola Estadual Gonçalves Dias, da zona norte de São Paulo, usa o semanário “Folha Universal”, da Igreja Universal, como material de leitura dos seus alunos da quinta série.

“[O semanário] serve para formar senso críticos dos alunos”, disse a professora.

De acordo com orientação do MEC, os professores têm liberdade para escolher publicações como material de apoio. Mas, nesse caso, a Folha Universal é a única publicação que os alunos leem em classe.

A coordenadora pedagógica Márcia Coltre Cordeiro afirmou que "o foco é na leitura dos textos, e não no seu conteúdo", como se fosse possível separar uma coisa da outra.

A Folha Universal tem um suplemento, a Folha IURD, só com informações sobre a igreja. Na edição da semana passada, por exemplo, o suplemento informou que o blog do bispo Edir Macedo tem impressionado os acadêmicos por ter 100 mil acessos por dia. O título das reportagem é "Entre doutores".

Além da coluna “Mensagem do Bispo”, o suplemento possui uma página com relatos de fiéis sobre curas milagrosas, graças a orações de pastores da Universal. Uma fiel diz que se livrou de um câncer no reto.

"Eu não quero converter ninguém”, disse a professora Mara.

.
http://www.paulopes.com.br/2011/06/professora-usa-jornal-da-universal-para.html

FAO comemora erradicação mundial da peste bovina

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, inaugurou neste sábado uma placa para comemorar a erradicação mundial da peste bovina, uma das doenças mais graves da história.
A eliminação da peste em nível mundial, por meio de um programa coordenado pela FAO, fez com que ela se tornasse a primeira doença animal a ser eliminada em seu ambiente natural por meio de esforços humanos e da cooperação internacional, e a segunda a ser erradicada, a primeira foi a varíola, em 1980. "Há anos que digo que o mundo tem os meios necessários para eliminar a fome, a desnutrição e a pobreza extrema. A erradicação oficial da peste bovina, uma doença que dizimou milhões de cabeças de gados selvagens e domésticos, é hoje uma prova disso", disse Diouf.
Trata-se de um grande sucesso para a humanidade, ao longo dos últimos séculos foi responsável pela morte de animais nos cinco continentes, e levou a população a condições precárias de vida e de segurança alimentar.
A comemoração aconteceu no primeiro dia da 37ª Conferência da FAO, na qual neste domingo será eleito seu novo diretor-geral. Desde 1994 o organismo lidera o Programa Global de Erradicação da Peste Bovina em parceria com a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), com a ajuda de outras entidades, Governos e ONGs.
Na próxima segunda-feira, os responsáveis por serviços veterinários e especialistas de todo o mundo se reunirão na sede do organismo, em Roma, para estudar as medidas para a conservação de amostras do vírus da peste bovina e de vacinas, e analisar propostas de combate a outras doenças de grande impacto
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5206017-EI294,00-FAO+comemora+erradicacao+mundial+da+peste+bovina.html

Eu, Ateu - Marcha da Maconha

Supernova deixaria Hemisfério Sul sem noite por um mês

A estrela Eta Carinae pode se tornar uma supernova e sua explosão transformaria a noite em dia. Contudo, os cientistas não sabem quando isso pode ocorrer


.
Entre todos os fenômenos descritos na Ciência, a explosão de uma supernova está entre os mais potentes no que diz respeito à liberação de energia. Ao explodirem, essas estrelas produzem objetos extremamente brilhantes, os quais declinam até se tornarem invisíveis, passadas algumas semanas ou meses. Se muito próxima da Terra, uma supernova poderia liberar radiação gama e X suficiente para aquecer a superfície do nosso planeta e fazer a atmosfera e os oceanos evaporarem.
Contudo, conforme explica o astrônomo e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) Kepler Oliveira, essa possibilidade não representa uma ameaça, já que as explosões realmente perigosas teriam que ocorrer a menos de 30 anos-luz de distância e não existe nenhuma candidata a supernova tão perto do nosso planeta. Por outro lado, explosões a uma distância bem maior podem acontecer e, mesmo longe, o brilho seria tão intenso que praticamente faria a noite virar dia por um mês inteiro.
Eta Carinae
A próxima explosão de uma supernova a ser observada na nossa vizinhança pode ser a de Eta Carinae, uma estrela a 7,5 mil anos-luz do nosso planeta. Visível apenas no Hemisfério Sul, ela chegou a rivalizar com Sirius no ano de 1843 como uma das estrelas mais brilhantes do céu.
Décadas depois, foi observado que Eta Carinae estava perdendo sua luz até que, surpreendentemente, ela dobrou de brilho. Graças às pesquisas realizadas pelo professor do Instituto de Astronomia da Universidade de São Paulo (USP) Augusto Damineli foi possível provar que a estrela é na realidade um sistema duplo e passa por eventos de baixa excitação, algo como "apagões", a cada 5 anos e meio. E o próximo já tem data: será no inverno de 2014.
Felizmente, quando Eta Carinae explodir, a maior parte da energia liberada será espalhada ou absorvida pela imensidão do espaço. Por estarmos a uma distância suficientemente grande da estrela, a explosão de raios gama também não atingirá a Terra. Não é possível prever com exatidão quando isso vai acontecer, mas quando o astro se for, a luminosidade será como a de 10 luas no Hemisfério Sul. "Seria praticamente um mês sem noite", diz Damineli.
Supernovas no passado
Enquanto supernovas foram observadas em galáxias vizinhas, elas são eventos raros na Via Láctea, e as que observamos nem fizeram um "espetáculo" como o que pode ser causado por Eta Carinae. "Nos anos 1054, 1572 e 1612 explodiram como supernovas estrelas dentro de um raio de cerca de 7500 anos-luz, que foram visíveis durante o dia, mas como o planeta Venus, que é a estrela D'alva", diz Oliveira.
Tipos
Há dois tipos básicos de Supernova, o tipo I e o II. O tipo II é uma estrela de massa maior que o Sol, que exaure seu combustível nuclear. Quando isso acontece, a região central da estrela colapsa devido à sua alta gravidade. Forma-se um núcleo muito compacto, que será o seu remanescente, como uma estrela de nêutrons ou até um buraco negro. Quando o resto da estrela cai em direção a esse núcleo, ele ricocheteia com alta energia. Daí acontece a explosão.
Acredita-se que a Supernova tipo I seja um remanescente estelar de massa mais baixa, como uma anã branca que ganha matéria de uma estrela companheira, num sistema duplo. Ao atingir certo limite de massa, iniciam-se reações nucleares de forma explosiva, que antes a estrela não tinha condições de iniciar.
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5200858-EI301,00-Supernova+deixaria+Hemisferio+Sul+sem+noite+por+um+mes.html

Engenheira da Nasa fotografa reações químicas na microgravidade

Cada cor representa uma reação química diferente que acontece durante uma combustão


.
Uma foto clicada por uma engenheira da Nasa (agência espacial americana), divulgada na quarta-feira (22), mostra como a combustão no espaço pode surpreender por seus detalhes.

O fogo reage de formas diferentes na Terra e na microgravidade, e é justamente nesse ambiente que a imagem foi feita por Sandra Olson, que trabalha no Centro de Pesquisa Glenn, da Nasa.

A imagem é formada pela sobreposição de três tomadas e cada cor representa uma reação química diferente na chama.

A azul é criada, por exemplo, pela quimioluminescência --uma combustão que origina a luz.

A queima de substâncias no espaço é um dos assuntos pesquisados pela Nasa, que também inclui a incineração de combustíveis
.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/934166-engenheira-da-nasa-fotografa-reacoes-quimicas-na-microgravidade.shtml

Nova técnica cria espécie híbrida com órgão de outro animal

Uma nova técnica que vem do Japão parece ter encontrado uma forma de injetar células-tronco embrionárias de um animal em outro para criar espécies híbridas, cujos órgãos poderiam ser usados em transplantes.

Há décadas que porcos são apontados como potencialmente capazes de gerar órgãos humanos para esse fim, mas não surgiu até agora nada nesse sentido.

A pesquisa é da equipe coordenada pelo professor Hiromitsu Nakauchi, diretor do departamento de medicina regenerativa e de biologia celular da Universidade de Tóquio, que apresentou seu trabalho durante a conferência anual da Sociedade Europeia de Genética Humana.

PROMISSOR

Os pesquisadores injetaram células-tronco de ratos geneticamente alteradas em embriões de camundongos.
Com isso, surgiram camundongos híbridos com pâncreas de ratos--órgão que produz hormônios como a insulina-- que cresceram até a fase adulta.

Na técnica chamada "complementação de blastócito" --célula embrionária em sua face inicial--, Nakauchi usou um tipo de células-tronco conhecidas como pluripotentes induzidas, que podem ser retiradas de um tecido qualquer e encorajadas a se desenvolverem em qualquer outro tipo de célula do corpo.

Se a técnica for desenvolvida para seres humanos, ela pode ser usada no tratamento de diabéticos. Os pacientes poderiam receber o transplante de um pâncreas novo.
.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/934534-nova-tecnica-cria-especie-hibrida-com-orgao-de-outro-animal.shtml

Filho de Netanyahu faz ofensas ao islã no Facebook, diz jornal

Primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu (centro), reza ao lado dos filhos Yair (à dir.) e Avner


.
Um dos filhos do premiê israelense, Binyamin Netanyahu, publicou comentários ofensivos ao islã em sua página no Facebook, informou o jornal israelense "Haaretz" nesta sexta-feira.

"O terror tem uma religião, e é o islã", teria escrito Yair Netanyahu, que é soldado do Exército israelense, depois que uma família judaica foi morta na Cisjordânia, em março deste ano
.
Dois palestinos foram posteriormente indiciados pelas mortes de um jovem casal e três crianças.

De acordo com o "Haaretz", os comentários foram deletados do perfil do filho do premiê.

Questionado pelo jornal, David Shimron, que é advogado da família Netanyahu, não negou as informações mas qualificou a notícia de um uso "ridículo e cínico" dos "comentátios de um adolescente".

O advogado disse ainda que o jovem "se expressou em um ambiente virtual informal", e que ele "respeita todos os povos, e está pronto para viver em paz em Israel, com pessoas de todas as etnias".

Segundo o jornal, Yair também teria escrito que os palestinos "não possuem nenhuma terra, isso [a Cisjordânia ocupada] faz parte de Israel, nunca na história existiu um Estado palestino".

O filho do premiê teria postado ainda que "nem todos os muçulmanos são terroristas, mas todos os terroristas são muçulmanos".

O premiê israelense frequentemente usa as mídias sociais --entre elas uma página no Facebook e no Youtube-- para divulgar suas mensagens.
.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/934792-filho-de-netanyahu-faz-ofensas-ao-isla-no-facebook-diz-jornal.shtml

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Jô Soares entrevista Padre Juarez de Castro 23/06/2011

Parte 1.
.
Parte 2.

Localizados objetos de naufrágio mais antigo das Américas

Objetos submersos pertenceram a uma nau espanhola que naufragou no século XVI


.
Pesquisadores resgataram do mar em Florianópolis na tarde desta quinta-feira objetos submersos que pertenceram a uma nau espanhola que naufragou no século XVI. É o naufrágio de embarcações européias mais antigo já registrado nas Américas.
As peças - incluindo pedras, armas e um canhão - foram localizadas na região que compreende a baía sul da capital catarinense. Segundo os levantamentos realizados pelo projeto Barra Sul, que vasculha a região desde 2005, trata-se de um naufrágio da Nau Provedora, que ocorreu em 1583.
Uma parceria e pesquisas realizadas junto a universidades de Portugal auxiliou a identificar a embarcação. De acordo com o diretor do projeto Barra Sul, Gabriel Corrêa, uma carta do navegador foi fundamental para que os pesquisadores descobrissem detalhes sobre a nau espanhola.
"Nessa carta, o navegador faz referência a duas pedras que teriam sido esculpidas com detalhes sobre as posses e as armas do rei Felipe II, da Espanha", disse Gabriel. "Encontramos esses materiais, o que nos traz 99% de chances de que esse naufrágio seja o mais antigo das Américas".
Os pesquisadores localizaram uma pedra triangular com inscrições em latim onde o rei espanhol é citado. Outra pedra, quadrada, traz esculpido em alto relevo o escudo das armas da Espanha. Cada uma delas pesa cerca de 800 kg. Além das pedras, foi encontrado um canhão de 3,2 metros de cumprimento, totalmente esculpido em bronze e datado de 1565.
A embarcação naufraga em Florianópolis, segundo os pesquisadores, fazia parte de uma expedição com 13 naus que seguia para o extremo sul do continente. "As cartas analisadas mostram que essa embarcação levava armas e materiais para a construção de uma fortaleza no Estreito de Magalhães", disse Gabriel Corrêa.
No final da tarde desta quinta-feira, a pedra que traz os escudos espanhóis foi retirada do mar com um guincho e em seguida transportada para um iate clube de Florianópolis. A operação durou mais de cinco horas devido ao peso do material. A pedra será analisada e encaminhada ao laboratório de Arqueologia da Unisul para dessalinização e higienização.
O projeto Barra Sul já localizou outros destroços no mesmo ponto da baía de Florianópolis. Em 2005, uma âncora do século VVI foi identificada e em 2009, os pesquisadores encontraram os restos de um galeão no fundo do mar. Em uma área relativamente pequena existem canhões, pedras de lastro, âncoras e lápides.
De acordo com o grupo de pesquisadores, a região da Ilha de Santa Catarina era um dos últimos pontos de abastecimento usado por colonizadores dos séculos XVI e XVII que seguiam para a região do Rio da Prata. Por isso, o local é considerado o maior "santuário de galeões" do Brasil.
As condições do mar no extremo sul da Ilha, na região da praia de Naufragados, contribuía para inúmeros naufrágios. "Esses navegadores entravam para baía para buscarem provisões, mas muitos acabavam não chegando ao destino", afirma o diretor do projeto. "A geografia é acidentada, com muita ocorrência de ventos e inúmeros bancos de areia que causavam os naufrágios"
.
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5203335-EI306,00-Localizados+objetos+de+naufragio+mais+antigo+das+Americas.html

Marcha para Jesus vira ato contra união homoafetiva


Temas como legalização da maconha e criminalização da homofobia também pautaram evento, que levou ao menos 1 milhão às ruas em SP


.
A 19ª edição da Marcha para Jesus, uma das maiores manifestações religiosas do planeta, se transformou em um ato de afronta ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ameaças aos políticos por parte de lideranças evangélicas. Apesar dos esforços dos organizadores para restringir o enfoque a temas religiosos, assuntos como a união civil de pessoas do mesmo sexo, homofobia e legalização da maconha acabaram dominando os discursos de alguns líderes religiosos.

"A marcha não deixa de ser um ato político", resumiu o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), ligado a Igreja Universal do Reino de Deus. O discurso mais radical foi do pastor Silas Malafaia. Com palavreado vulgar, usando termos como "otário" e "lixo moral", Malafaia atacou duramente a decisão do STF de legalizar a união estável entre pessoas do mesmo sexo. "O STF rasgou a Constituição que, no artigo 226, parágrafo 3º, diz claramente que união estável é entre um homem do gênero masculino e uma mulher do gênero feminino. União homossexual uma vírgula", disse o pastor
.
Organizadores tentaram manter foco em discurso religioso, mas manifestações políticas deram o tom do evento
Na sequência, Malafaia passou a atacar a decisão do STF de liberar as marchas da maconha no Brasil.
"Amanhã se alguém quiser fazer uma marcha em favor da pedofilia, do crack ou da cocaína vai poder fazer. Nós, em nome de Deus, dizemos não."

A multidão, estimada pela Polícia Militar em 1 milhão de pessoas - e pelos organizadores em 5 milhões - foi ao delírio e respondeu com gritos de "não, não" com os braços levantados para o céu.
Malafaia ameaçou orientar seus fiéis a não votarem em parlamentares que defendem o Projeto de Lei 122/2006, que criminaliza a homofobia no País. "Ninguém aqui vai pagar de otário, de crente, não. Se for contra a família não vai ter o nosso voto", ameaçou.

O pastor defendeu a desobediência por parte de pastores caso o PL 122 seja aprovado. "Eles querem aprovar uma lei para dizer que a Bíblia é um livro homofóbico e botar uma mordaça em nossa boca. Se aprovarem o PL 122 no mesmo dia, na mesma hora, tudo quando é pastor vai pregar contra a prática homossexual. Quero ver onde vai ter cadeia para botar tanto pastor."

'

Marcha para Jesus reúne milhares em SP
União homoafetiva reúne 43 casais no Rio
Supremo reconhece união estável homoafetiva
Confusão marca votação de projeto contra homofobia
Lixo moral'

Malafaia classificou como "lixo moral" as pessoas que questionam a interferência das igrejas em assuntos do governo e, embora tenha dito que não tem objetivo de instaurar um estado evangélico no Brasil, "os países mais práticos e as democracias mais evoluídas do mundo tem origem no protestantismo".

Já Crivella adotou um tom mais ameno em relação aos direitos civis dos homossexuais, mas foi duro em relação ao STF que, segundo ele, está agindo politicamente e se imiscuindo em temas que dizem respeito ao Legislativo. "O Congresso tem que se levantar contra o ativismo político do STF. Só o Congresso pode detê-los", afirmou o senador.

A contrariedade maior de Crivella é em relação ao ministro Ayres Brito. "Fui o relator do processo de aprovação do Ayres Britto no Senado e na época alguns colegas me alertaram que ele tem pretensões políticas mas não dei ouvidos. Ele foi candidato a deputado pelo PT de Sergipe e não foi eleito. Agora quer se vingar do povo sergipano e levar na mão grande", acusou. Segundo ele, o Congresso trabalha em um projeto de lei que contemple tanto os direitos civis gays quanto os dos pastores evangélicos de pregarem contra a prática homossexual. "O que não pode é querer fazer na marra. Aí desencadeia reações radicais como a que vimos agora a pouco", disse ele, em referência a Malafaia.


Foto: AE
Marcha reuniu 1 milhão de pessoas, segundo a Polícia Militar
O apóstolo Estevam Hernandes, da Igreja Renascer, organizador da marcha, reafirmou o caráter estritamente religioso do evento e disse que manifestações como as de Malafaia e Crivela são opiniões pessoais. Apesar disso, admitiu ser contra o "casamento gay" e a liberação da maconha. Questionado por um repórter sobre o qual fator pesa mais na desagregação da família, o homossexualismo ou o crime de evasão de divisas, pelo qual foi condenado a pena de 140 dias de prisão nos EUA, o apóstolo mudou de assunto.

'A serviço de satanás'

Entre os milhares de pessoas que participaram da marcha, os temas polêmicos também foram os assuntos principais. A reportagem do iG abordou um grupo de oito jovens que veio de Cidade Adhemar para a marcha e perguntou quais as opiniões deles sobre direitos homossexuais, homofobia, aborto e legalização da maconha. Com visual moderno, estilo emo, todos disseram ser contra a união civil de pessoas do mesmo sexo, aborto e legalização das drogas e defenderam os pastores que consideram o homossexualismo uma prática pecaminosa.

"Quem defende o homossexualismo e a maconha está aqui a serviço de Satanás", disse o auxiliar de informática Natanael da Silva Santos, de 19 anos, que foi à marcha usando calça apertada, cinto de taxinhas e a tradicional franja emo. Enquanto a reportagem entrevistava os jovens, a aposentada Jovelina das Cruzes, de 68 anos, ouviu a conversa e fez uma intervenção. "Vocês estão falando sobre o que não conhecem. Meu sobrinho é gay e é um rapaz maravilhoso. Ótimo filho, muito educado, muito honesto e estudioso. Já o meu filho é machão e vive batendo na esposa, não respeita ninguém, não para no emprego."

Quando Jovelina virava as costas para continuar a marcha Natanael, que não se deu por vencido, fez uma observação. "Cuidado, tia. Se o pastor escuta a senhora falando uma coisa dessas ele não deixa mais a senhora entrar na igreja". E Jovelina respondeu. "Igreja é o que não falta por aí. Se me impedirem de ir em uma, vou em outra. Não tem problema."
.
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/marcha+para+jesus+vira+ato+contra+uniao+homoafetiva/n1597044443203.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

quinta-feira, 23 de junho de 2011

ONU: drogas sintéticas ganham mercado em relação às ilegais . NOVA YORK, 23 Jun 2011 (AFP) -Novas drogas sintéticas estão substituindo a cocaína, a he

NOVA YORK, 23 Jun 2011 (AFP) -Novas drogas sintéticas estão substituindo a cocaína, a heroína e a maconha, cujos mercados mundiais se reduziram ou se estabilizaram, diz o Informe Mundial Sobre Drogas de 2010, apresentado nesta quinta-feira pela ONU.
"As drogas sintéticas, que imitam as substâncias ilegais, neutralizam os preocessos observados nos mercados tradicionais da droga", disse Yuri Fedotov, diretor executivo do Escritório das Nações Unidas contra Droga e Crime (UNODC).
Muitas substâncias não regulamentadas são comercializadas como "drogas legais" e substitutos de estimulantes ilícitos, como a cocaína e o êxtase, explica o informe.
"A metanfetamina, substância extremamente viciante, tem se propagado em todo o leste da Ásia e na América do Norte. Seu consumo teve início em 2009, após vários anos de declínio", diz a análise.
Segundo o informe, "2009 foi o ano em que se implantaram mais drogas sintéticas no mercado, principalmente devido à metanfetamina, que aumentou em mais de um terço entre 2008 (11,6 toneladas) e 2009 (15,8 toneladas).
Contudo, se o consumo geral de drogas, incluindo entre os dependentes (0,6% da população de 15 a 64 anos), se manteve estável, houve um grande aumento da demanda de substâncias não submetidas à fiscalização internacional, como a piperazina e a catinona, diz o texto.
O informe afirma, no entanto, que a maconha continua sendo a substância ilícita mais produzida e consumida em todo o mundo.
"Em 2009, entre 2,8% e 4,5% da população mundial de 15 a 64 anos (entre 125 e 203 milhões de pessoas), consumiram maconha ao menos uma vez durante o ano".
De acordo com as cifras difundidas pela ONU, a superfície total mundial de cultivo da coca se reduziu a 149.000 hectares em 2010, 18% menos com respeito a 2007, graças a diminuição da produção colombiana.
O texto destaca ainda que pela primeira vez a Colômbia não é o país líder indiscutível no cultivo de coca, pois já teria sido alcançado pelo Peru e inclusive sido superado, de acordo com a pesquisa.
O Peru cultivou 61.200 hectares em 2010 (contra 59.900 um ano antes), a Colômbia 57.000 (contra 68.000 em 2009) e a Bolívia 30.900, o mesmo número que em 2009, diz a pesquisa.
Contudo, se for levado em conta os números ajustados, que incluem pequenas plantações, a Colômbia registrou 62.000 hectares cultivados em 2010, contra 73.000 em 2009, o que ainda a coloca acima do Peru.
Esta diferença entre os cultivos colombianos se deve ao fato de que as superfícies são calculadas a partir de imagens de satélites, cuja resolução não permite detectar campos inferiores a 0,25 hectares.
"Basicamente eles (Peru e Colômbia) têm o mesmo nível de produção", disse Thomas Pietschmann, um dos autores do estudo da UNODC.
O informe destaca também uma queda significativa da produção de ópio, de 38%, para 4.860 toneladas em 2010, devido a uma praga que praticamente acabou com a safra do Afeganistão, principal produtor mundial.
Já a Birmânia elevou a produção do ópio, que passou a representar 12% da produção mundial, contra 5% em 2007.
Em 2010, a superfície dedicada ao cultivo da papoula a nível mundial foi de 195.700 hectares, um pequeno aumento com relação a 2009, diz a análise
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5203160-EI294,00-ONU+drogas+sinteticas+ganham+mercado+em+relacao+as+ilegais.html

Neurociência explica comportamento de risco sexual extremo


.
Por que alguém participa de uma orgia sexual sem camisinha que inclui sabidamente participantes contaminados com o HIV? É o que estudos de neurociência vem tentando explicar.

As convenções de "barebacking", também conhecidas como "roletas-russas sexuais", reúnem dois grupos de participantes (a maioria homens): os infectados com o vírus HIV e os não infectados.

O primeiro grupo é conhecido como "gift givers". Os que "dão presentes", em tradução literal. Eles estão dispostos a infectar outras pessoas com o HIV. Ou seja, entregar o "presente".

A segunda categoria é conhecida como "chasers": os caçadores do vírus HIV.

As convenções, marcadas por meio de fóruns na internet, exigem que todos fiquem nus e façam sexo em público.

"Para quem faz parte dessas reuniões, é só o prazer que importa. Todos nós temos um mecanismo que nos faz avaliar se um comportamento vale a pena ou não. Para essas pessoas, sempre vale", diz Alexandre Saadeh, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP.

Em palestra no "7º Congresso Brasileiro do Cérebro, Comportamento e Emoções", que acaba hoje, em Gramado (RS), o psiquiatra apresentou uma abordagem científica para explicar a prática
.
PRAZER E PERIGO

Para o especialista, trata-se de uma alteração no sistema de recompensa do cérebro --o responsável por nos fazer sentir prazer.

"No cérebro, a região responsável pela sensação de perigo é muito próxima à do prazer. Então, existe uma interferência", explica Saadeh.

"O mecanismo que leva à roleta-russa sexual é a excitação do perigo. É a mesma que faz alguém querer fazer sexo na rua ou no avião. A diferença é que, no primeiro caso, existe uma exacerbação extrema", diz o psiquiatra.

Para Saadeh, com os avanços da medicina, os participantes já não encaram a Aids como uma doença mortal.

Eles sabem que, se contaminados, poderão viver por muitos anos se usarem o coquetel contra o vírus. Por isso, passam a encarar a infecção de uma maneira positiva.

"Ser contaminado com o HIV representa o fim do medo. Como eles já estão infectados com o maior dos temores, acreditam que podem transar sem camisinha livremente", diz Saadeh, que também coordena o Amtigos (Ambulatório de Transtorno de Identidade de Gênero e Orientação Sexual)

SÓ HOMENS

Para o pesquisador, o fato de a prática ser mais masculina evidencia diferenças cerebrais em relação ao comportamento sexual. "A composição cerebral do homem aumenta sua tendência a essas compulsões pelo prazer."

O tema é tabu nos consultórios. "Os pacientes relutam em falar. Só é possível abordar o tema depois de estabelecer uma forte relação de confiança", disse Saadeh.

A jornalista GIULIANA MIRANDA viajou a convite do 7º Congresso Brasileiro do Cérebro, Comportamento e Emoções
.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/932569-neurociencia-explica-comportamento-de-risco-sexual-extremo.shtml

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Humor ateu em imagens

Aumenta pena para agressor de chargista dinamarquês de Maomé

A justiça dinamarquesa elevou para 10 anos de prisão a pena para o cidadão somali que tentou matar com um machado Kurt Westergaard, autor de famosas caricaturas de Maomé, segundo a sentença do Tribunal de Apelação de Aarhus.
"O tribunal endureceu a sentença a 10 anos de prisão" e confirmou a expulsão definitiva da Dinamarca quando Mohamed Geele cumprir sua pena, segundo o texto.
Na véspera, o tribunal havia confirmado o veredicto de culpabilidade por tentativa de ato terrorista e tentativa de homicídio.
Em fevereiro, outro tribunal dinamarquês havia imposto a Geele uma pena de nove anos de prisão e a expulsão do condenado.
Na noite de 1 de janeiro de 2010, o somali entrou na casa do desenhista em Viby, perto de Aarhus, armado com um machado e uma faca, gritando que queria matá-lo porque havia ofendido o profeta e os muçulmanos.
Kurt Westergaard, de 75 anos, refugiou-se no banheiro, onde o agressor não conseguiu entrar. Geele foi ferido por um tiro da polícia, que chegou ao local.
Westergaard foi ameaçado de morte várias vezes desde que seu jornal, Jyllands-Posten, publicou no dia 30 de setembro de 2005 um desenho satírico representando Maomé vestido com um turbante em forma de bomba com o pavio aceso
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5200296-EI8142,00-Aumenta+pena+para+agressor+de+chargista+dinamarques+de+Maome.html

EUA: congressistas apresentam proposta para legalizar maconha

Um grupo de congressistas americanos anunciou esta quarta-feira uma proposta para legalizar o consumo da maconha e permitir que os estados legislem sobre seu uso, a primeira iniciativa deste tipo na história do país. "A legislação limitaria o papel do governo federal no controle da maconha (e) permitiria aos cidadãos plantar, usar ou vender maconha legalmente nos estados onde for legal", explicou o comunicado dos representantes democrata, Barney Frank, e republicano, Ron Paul, principais patrocinadores da proposta.
A legislação "acabaria com o conflito entre estados e governo federal sobre a política a seguir com relação à maconha", asseguraram os legisladores em um comunicado. Dezesseis dos 50 estados americanos, assim como o distrito de Columbia (Washington) legalizaram nos últimos anos o uso da maconha para fins terapêuticos.
Mas o cultivo da planta é estritamente regulado para este uso. Plantar, vender ou distribuir comercialmente maconha é ilegal, segundo a legislação federal. No ano passado, a Califórnia rejeitou por referendo a legalização total, o que teria gerado um conflito com as autoridades federais. Mas em pelo menos meia dúzia de estados o debate continua.
Há três semanas, um grupo de prestigiosos ex-líderes mundiais, entre eles o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e vários ex-presidentes latino-americanos denunciaram o "fracasso" da luta mundial antidrogas e pediram mudanças "urgentes", entre eles "descriminalizar" o consumo da canabis. No mundo, o consumo de opiáceos aumentou 35,5%; o da cocaína, 27% e o de canabis, 8,5% entre 1998 e 2008, segundo números deste Comitê Global de Políticas Antidrogas.
Chefes de Estado atualmente no poder, como o mexicano Felipe Calderón, criticaram há meses a proposta de legalização na Califórnia. Este mês completa-se o quadragésimo aniversário da "guerra contra as drogas" do presidente Richard Nixon, a primeira grande iniciativa antinarcóticos do governo americano
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5201263-EI8141,00-EUA+congressistas+apresentam+proposta+para+legalizar+maconha.html

Pobreza dá câncer?

Um relatório produzido pela Sociedade Americana do Câncer, recém-divulgado, informa que 60 mil mortes precoces apenas nos Estados Unidos seriam evitadas todos os anos se os mais pobres tivessem as mesmas possibilidades de acesso à saúde e informação que os mais ricos.

Segundo esse relatório, 1 milhão de mortes foram evitadas de 1990 a 2007 pela redução de algum tipo de câncer. A maior queda ocorreu no câncer de pulmão --o que revela o esforço contra o tabagismo.

Alguns dos fatores: mulheres mais educadas fazem exames mais cedo, detectando tumores ainda em fase inicial. Homens se submetem mais a exames na próstata. Quando se analisa, porém, os segmentos com menos educação, a queda da mortalidade foi muito menor. Não é um problema apenas de dinheiro, mas também de informação. Daí se vê o custo da ignorância.


Gilberto Dimenstein, 53 anos, é membro do Conselho Editorial da Folha e criador da ONG Cidade Escola Aprendiz. Coordena o site de jornalismo comunitário da Folha. Escreve para a Folha.com às segundas-feiras.

.
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/gilbertodimenstein/932358-pobreza-da-cancer.shtml

UE diz que redes sociais fracassam na proteção a menores

As redes sociais como o Facebook estão fracassando na proteção aos menores de riscos potenciais, como o assédio por parte de desconhecidos, denunciou a Comissão Europeia nesta terça-feira (21).

"A maioria das redes sociais está fracassando na hora de proteger os perfis dos menores" para que só possam ser contatados pelas pessoas que os conhecem, destacou em um comunicado a vice-presidente da Comissão, Neelie Kroes.

Dos 14 sites examinados pelo braço executivo europeu, apenas dois, Bebo e MySpace, cumprem os requisitos para garantir que os desconhecidos não tenham como acessar seus perfis.

Bruxelas informou, ainda, que o número de menores que usa a internet e se inscreve nas redes sociais está aumentando e representa atualmente 77% das crianças entre 13 e 16 anos e 38% das crianças entre 9 e 12.

Kroes disse que pedirá aos sites que façam as mudanças necessárias, destacando que as crianças "não entendem muito bem as consequências de expor abertamente sua vida privada on-line".

O exame de Bruxelas se concentrou nos seguintes sites: Arto, Bebo, Facebook, Giovani.it, Hyves, Myspace, Nasza-klaza.pl, Netlog, One.lt, Rate.ee, SchulerVZ, IRC Galleria, Tuenti e Zap.lu

.
http://www1.folha.uol.com.br/tec/933111-ue-diz-que-redes-sociais-fracassam-na-protecao-a-menores.shtml

Governo do Chile decide monitorar redes sociais

O governo do Chile contratou uma empresa de mídia para monitorar o que a população do país comenta em redes sociais como Twitter e Facebook, além de blogs.

A medida integra um novo plano de comunicações do governo. Segundo explicou a porta-voz da Presidência chilena, Ena Von Baer, monitorar o que as pessoas dizem na internet é a "única maneira de saber o que elas pensam".

Para executar a medida, o governo do conservador Sebástian Piñera contratou a empresa BrandMetric, que se apresenta na internet como uma companhia capaz de "monitorar, escutar, medir e participar das conversas sobre sua marca". O serviço contratado custará por ano quase US$ 3 milhões.

A medida, que a oposição tem chamado de orwelliana (de George Orwell, escritor inglês, autor de "1984"), causou polêmica. Há mais de um ano no cargo, Sebástian Piñera vem perdendo popularidade e seu governo é alvo de constantes manifestações sociais.

No final de maio e no início deste mês, estudantes e professores entraram em confronto com a polícia após manifestação que cobrou melhorias nas universidades públicas do Chile. Os distúrbios ocorreram em frente ao Palácio La Moneda, sede do governo, no centro de Santiago.

"Não há nada que justifique tal medida, e o governo tampouco deixou claro como vai monitorar os comentários", disse à Folha Lorena Donoso, advogada e pesquisadora da Fucatel (Fundação de Capacitação Audiovisual), ligada à Unesco, que acompanha a situação da liberdade de expressão no país.

O que preocupa os críticos da medida é que a empresa BrandMetric poderá identificar onde está o autor de cada comentário. Para eles, funcionários públicos poderão sofrer perseguição pelo que dizem nas redes sociais.

"Todo governo busca saber o que pensa a população, mas o problema é como utilizar essas informações. O problema aqui no Chile é que a Presidência decidiu monitorar as redes sociais, medida que afeta os direitos coletivos, sem nenhum tipo de consulta prévia à população", ressaltou Donoso.

Oposicionistas acusam o governo Piñera de ferir a liberdade de expressão e o direito à intimidade.

"Os cidadãos financiam o Estado para que ele proteja nossas liberdades, não para vigiar as formas legítimas com que as exercemos", disse Carolina Tohá, presidente do opositor PPD (Partido para a Democracia).

Von Baer, a porta-voz da Presidência do Chile, argumentou que as redes sociais são um "sistema de comunicação público".


.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/933504-governo-do-chile-decide-monitorar-redes-sociais.shtml