Pôster do filme “Criação” (Creation) - baseado no livro “Annie’s Box”, escrito por Randal Reynes, tataraneto de Charles Darwin, o criador da teoria da evolução.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Mitos e Verdades sobre o Big-Bang

Mitos e Verdades sobre o Big-Bang - 1

.
Mitos e Verdades sobre o Big-Bang - 2

.
Mitos e Verdades sobre o Big-Bang - 3

.
Mitos e Verdades Sobre o Big-Bang - 4

A grande mentira !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Gênesis 1ouvir
No princípio criou Deus os céus e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi.
E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.
E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.
E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro.
E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos.
E sejam para luminares na expansão dos céus, para iluminar a terra; e assim foi.
E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas.
E Deus os pôs na expansão dos céus para iluminar a terra,
E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom.
E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.
E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus.
E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.
E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.
E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi.
E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.
E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.
E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto
.
http://www.bibliaonline.com.br/acf/1/1

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Astrônomos revelam nova anatomia em torno de buraco negro

Imagem da galáxia ativa Markarian 509 registrada pelo telescópio espacial Hubble


.
A frota de naves espaciais da Agência Espacial Europeia (ESA,na sigla em inglês) conseguiram obter detalhes sem precedentes perto de um buraco negro supermassivo. Eles revelam enorme 'balas' de gás sendo impulsionadas longe do "monstro gravitacional". O buraco negro que a equipe escolheu para estudar está no coração da galáxia Markarian 509, 500 milhões de anos-luz no espaço. Este buraco negro é enorme, contendo 300 milhões de vezes a massa do Sol e que a cada dia se torna mais maciça.
A Markarian 509 foi escolhida porque ela é conhecida por variar em brilho, o que indica que o fluxo de matéria para o buraco negro é turbulento.
O buraco negro foi monitorado por 100 dias. "(a nave) XMM-Newton realmente conseguiu essas observações porque tem uma cobertura de raios-X de largura, bem como uma câmera de vigilância óptica", afirma Jelle Kaastra, do Instituto de Pesquisas Espaciais da Holanda, que coordenou uma equipe internacional de 26 astrônomos de 21 institutos em quatro continentes.
As observações resultantes mostraram que a saída consiste de "balas gigantes" movidas a milhões de quilômetros por hora. As balas são arrancados de um reservatório de gás empoeirado e depois caem no buraco negro. A surpresa é que o reservatório está situado a mais de 15 anos-luz de distância do buraco negro. Esta distância é ainda maior do que alguns astrônomos pensavam que era possível, tendo em vista os vento que se originam.
A detecção
Junto com as naves XMM-Newton e Integral, da ESA, os astrônomos usaram os telescópios espaciais Hubble e Chandra, da Nasa (a agência espacial americana), além de outros instrumentos que proporcionaram informações sobre a cobertura do buraco negro não conhecidas antes.
"Os resultados sublinham a importância de observações a longo prazo e campanhas de monitorização, que estão a ganhar uma compreensão mais profunda da variável de objetos astrofísicos. XMM-Newton fez todas as mudanças organizacionais necessárias para realizar tais observações, e agora o esforço está valendo a pena", diz Norbert Schartel , cientista do projeto da XMM-Newton.
Buracos negros
Os buracos negros são objetos tão densos que a força da gravidade que geram não deixa escapar nada, nem sequer a luz, e engolem tanto matéria, visível ou escura, que cai em seu campo de ação. Alguns podem ter um tamanho "estelar" e se supõe que procedem da explosão de uma estrela gigante, uma supernova, mas outros têm um tamanho equivalente ao de bilhões de sóis e se denominam "supermassivos".
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5384801-EI301,00-Astronomos%20revelam%20nova%20anatomia%20em%20torno%20de%20buraco%20negro.html

Começam pesquisas em antimatéria que podem desvendar origem do Universo

O Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira que deu início ao ELENA, projeto que prevê a produção de antiprótons a partir do ano de 2016, o que ajudará no estudo da antimatéria. Este projeto, aprovado no mês passado, será realizado por cientistas da Alemanha, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, França, Japão, Reino Unido e Suécia, sob a coordenação do CERN.
O diretor do projeto, Stéphan Maury, explicou em comunicado que o ELENA "é uma instalação dirigida a produzir antiprótons com os menores níveis de energia já alcançados".
O anel desacelerador do ELENA ficará no mesmo local que abriga o Desacelerador Antiprótons (AD). O mecanismo do novo projeto permite que os prótons com carga negativa alcancem um quinto da energia gerado pelo AD. Isto permitirá uma melhora na produção dos antiprótons de 0,01% a 10%.
Desde que foram descobertos, em 1955, os antiprótons se tornaram uma grande ferramenta de pesquisa e foram importantes na descoberta, das partículas W e Z, responsáveis pelas interações nucleares fracas, uma das quatro fundamentais na natureza. Além disso, no CERN também foram criados os primeiros átomos de anti-hidrogênio.
Walter Oelert, pesquisador pioneiro no estudo da antimatéria no CERN, disse que o ELENA é um grande passo no estudo dessa disciplina, que entre outras coisas, pode esclarecer o processo de criação do Universo. O desenvolvimento desses experimentos é de extrema importância e permite inclusive estudos sobre o tratamento do câncer. A construção do ELENA está prevista para começar em 2013.
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5383368-EI301,00-Comecam+pesquisas+em+antimateria+que+podem+desvendar+origem+do+Universo.html

EVOLUÇÃO - ATEUS e felizes serão, os proximos a evoluírem.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Haiti - dois soldados uruguaios da Minustah violentam um jovem haitiano.

Vídeo gravado por celular levou a um escândalo, que obrigou o presidente do Haiti a se pronunciar e derrubou o comandante do Batalhão do Uruguai no Haiti.
Cenas lembram gravações feitas por soldados dos EUA no Iraque, na prisão de Abu Ghraib. FORA TROPAS DA ONU DO HAITI!

soldats uruguayens de la Minustah violent un jeune haitien.
.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Estudo contesta benefícios da palma anã americana para tratar próstata

Um suplemento à base de ervas, derivado de uma árvore conhecida como palma anã americana, amplamente vendido nos Estados Unidos e na Europa para aliviar os sintomas urinários de problemas na próstata, não traz qualquer benefício para quem sofre destes males, revelou um estudo publicado esta terça-feira.
O mercado global do extrato de palma anã americana (Saw palmetto) alcança um volume de 700 milhões de dólares anuais, mas o estudo feito em 11 localidades da América do Norte mostrou que até mesmo doses triplicadas do medicamento de venda livre não melhoraram, nem prejudicaram os pacientes. "Surpreendentemente, não houve efeitos mensuráveis - tanto em benefícios quanto em toxicidade - com doses aumentadas do suplemento, em comparação com um placebo", disse o co-autor do estudo, Claus Roehrborn, diretor de urologia da Universidade do Texas-Southwestern.
Os cientistas, chefiados por Michael Barry, do Hospital Geral de Massachusetts em Boston, acompanharam 379 homens de 45 anos ou mais, cujos sintomas incluíam dificuldades para urinar, urina frequente ou em pouca quantidade. Como parte de um teste aleatório, alguns receberam extrato de palma anã - retirado dos frutos da árvore -, enquanto aos demais foi dada uma pílula de açúcar com mesmo odor e sabor.
Os resultados demonstraram que o suplemento, mesmo quando teve sua dose aumentada em 72 semanas, não teve impacto nos sintomas urinários, como micção noturna e incontinência, e não melhoraram a função sexual ou permitiram aos homens dormirem melhor. "Nenhum deles mostrou qualquer efeito, em comparação com o placebo", disse Roehrborn. "Estes suplementos custam cerca de 30 dólares ou mais ao mês e obviamente não ajudam" os pacientes, acrescentou.
O aumento da próstata é uma condição comum do envelhecimento e afeta metade dos homens maiores de 50 anos nos Estados Unidos e 75% daqueles com 80 anos. Esta alteração pode provocar problemas ao urinar e causar infecções no trato urinário.
A medicação e a cirurgia são algumas das opções de tratamento, embora os suplementos de ervas com propriedades antiinflamatórias sejam utilizados há décadas com a crença de que são capazes de aliviar os sintomas. Os homens que participaram do estudo tenderam a experimentar uma pequena melhora nos sintomas, mas esta tendência foi observada tanto no grupo que ingeriu o suplemento, quanto naquele que tomou o placebo.
A pesquisa foi financiada pelos Institutos Nacionais de Saúde e pelo Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa.
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5381032-EI8147,00-Estudo+contesta+beneficios+da+palma+ana+americana+para+tratar+prostata.html

Especialistas querem evitar tratamentos 'inúteis' contra câncer

Especialistas britânicos pediram aos doentes terminais de câncer evitar se submeter a tratamentos "inúteis" e caros que oferecem "falsas esperanças", informou nesta terça-feira a revista médica The Lancet Oncology. O professor Richard Sullivan, do King's College de Londres, e um grupo de acadêmicos afirmaram que alguns médicos criam "expectativas irreais" nos doentes ao submetê-los a diversos tratamentos, ao invés de deixar que a família poupe o dinheiro para dar conforto ao paciente terminal.
O aumento do custo dos tratamentos se deve ao fato da maioria dos doentes ser idoso e serem oferecidos tratamentos modernos e complexos, acrescenta o artigo publicado nesta terça-feira. "É preciso dar atenção especial aos custos do cuidado ao paciente com câncer no final da vida", acrescentam. Os acadêmicos lembram que algumas formas de câncer são atualmente incuráveis.
Os estudos sugerem que grande parte dos custos totais do atendimento aos pacientes terminais corresponde às últimas semanas de vida, algo que resulta inútil, ressaltam os especialistas. "Tratamentos como a quimioterapia nas últimas semanas de vida não só têm consequências financeiras para a família do doente e a sociedade, mas podem comprometer também a qualidade de vida do paciente", afirmam.
Em seu estudo, os acadêmicos avaliaram uma série de tratamentos e observaram que muitas vezes mesmo os melhores podem ser inúteis. "Os médicos e a indústria da saúde criaram expectativas irreais para impedir o agravamento da doença e a morte", insistem.
"Estas expectativas permitem a aplicação inadequada de tratamentos de eficácia relativa, inclusive a cirurgia", afirmam os especialistas, destacando que nos países desenvolvidos o tratamento contra o câncer é uma "cultura do excesso". "Estamos em uma sociedade centrada quase exclusivamente no lucro e esse lucro costuma ser pequeno".
Portanto, o artigo evidencia que os médicos devem considerar a maneira mais efetiva e menos dispendiosa das opções disponíveis para estes pacientes, por isso sugerem o fornecimento de determinados remédios unicamente aos que possam tirar algum proveito.
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5380005-EI238,00-Especialistas+querem+evitar+tratamentos+inuteis+contra+cancer.html

Túnel sob os Andes estudará partícula mais rápida que a luz

Um grupo de cientistas vai estudar os segredos do universo em um laboratório subterrâneo de física de partículas que será instalado em um túnel na cordilheira do Andes em uma região entre a Argentina e o Chile. O projeto Andes envolve cientistas de Argentina, Brasil, Chile e México que receberam o apoio de colegas americanos e europeus em troca da cooperação no estudo da "matéria escura", os neutrinos e outras partículas subatômicas, explicou nesta terça-feira à agência Efe o coordenador da iniciativa, o físico franco-argentino Xavier Bertou.
Também "há grande interesse" em usar o laboratório para estudos de impacto dos raios cósmicos sobre o envelhecimento celular, de geofísica - para criar uma rede de sismógrafos entre a Argentina e o Chile - e de meio ambiente, com base em medições de baixíssima radioatividade, explicou o cientista.
A construção do laboratório custará US$ 15 milhões. O túnel que começará a ser construído no ano que vem, terá 14 km de extensão e um laboratório que será instalado a mais de 1,5 mil metros abaixo da superfície.
Segundo o site do projeto, em uma caverna principal serão feitos dois ou três experimentos maiores, enquanto uma cavidade secundária abrigará três ou quatro andares destinados a estudos variados, cortados por túneis de acesso que ocuparão 2,5 mil m² da superfície subterrânea. Possivelmente será construída uma terceira caverna em forma de poço, com 15 a 20 m de diâmetro e 20 de profundidade para experimentos maiores, informou.
Bertou afirmou ainda que faltam pelo menos US$ 5 milhões para equipar o laboratório para estudos de física de partículas. Segundo ele, "grande parte" desses estudos só pode ser feita em locais abaixo de rochas que protegem da interferência dos raios cósmicos (que produzem os neutrinos).
O s neutrinos são partículas subatômicas que, acredita-se, viajam mais rápido que a luz, segundo descobertas recentes. Entender seu comportamento "é fundamental" para o estudo da física, acrescentou Bertou. Os cientistas acreditam que 85% da matéria do universo é composta por "matéria escura", cujas características são totalmente desconhecidas.
O laboratório localizado no hemisfério sul permitirá que sejam feitos estudos cruzados dos neutrinos. "Devido ao movimento da Terra, alguns estudos ganhariam muito se fossem feitos nos dois hemisférios para que os eventos extrassolares possam ser triangulados", disse Bertou. O projeto Andes tem o potencial de incentivar a criação de empresas de alta tecnologia, como aconteceu nas regiões próximas aos laboratórios na Europa, disseram os cientistas.
.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5380252-EI8147,00-Tunel+sob+os+Andes+estudara+particula+mais+rapida+que+a+luz.html

Digitalizados, Manuscritos do Mar Morto ganham site do Google

Google anunciou nesta segunda-feira um site que reúne os Manuscritos do Mar Morto


.
O Google "aprontou" de novo. Nesta segunda-feira, em seu blog, o gigante das buscas anunciou a criação do Dead Sea Scrolls Online, ou, em tradução livre para o português, Manuscritos do Mar Morto Online. Em linhas gerais, o projeto reúne os cinco Manuscritos do Mar Morto digitalizado e acessível a qualquer pessoa do mundo através da internet.
O site foi desenvolvido em parceria com o Museu de Israel, em Jerusalém, e seu lançamento marca também o início do novo calendário hebraico. De acordo com a AFP, o custo total do projeto foi de US$ 3,5 milhões financiados pela Autoridade de Antiguidades de Israel e pela divisão de pesquisa e desenvolvimento do Google local.
As fotografias em alta resolução feitas por Ardon Bar-Hamma dos pergaminhos tem até 1.200 megapixels, resultando em uma imagem até 200 vezes maior do que aquilo que se está acostumado a fazer com as câmeras amadoras. Tanta precisão possibilita que o internauta veja os mais minuciosos detalhes dos manuscritos. É possível também deixar no site um comentário sobre o trecho visitado.
Além de poder navegar no Grande Rolo de Isaías por capítulo e versículo, o livro mais conhecido e que pode ser encontrado em várias bíblias por exemplo, o usuário pode clicar diretamente no texto hebraico e obter uma tradução em inglês. Graças ao projeto do Google, frases dos manuscritos poderão ser encontradas em resultados de pesquisa na web. Para conhecer melhor a novidade, acesse http://dss.collections.imj.org.il/
Escritos entre o terceiro e o primeiro séculos antes de Cristo (a.C.), os Manuscritos do Mar Morto são os mais antigos documentos bíblicos já conhecidos. Em 68 a.C. eles teriam sido escondidos em 11 cavernas do deserto da Judéia, às margens do Mar Morto para serem protegidos do exército romano. Eles só seriam encontrados novamente em 1947, quando um pastor beduíno jogou uma pedra em uma caverna e percebeu que havia algo lá dentro.
Desde 1965, os pergaminhos estão expostos no Santuário do Livro do Museu de Israel, em Jerusalém. Os manuscritos oferecem uma visão crítica sobre a vida e a religião na antiga Jerusalém, incluindo o nascimento do cristianismo
.
http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5377206-EI12884,00-Digitalizados%20Manuscritos%20do%20Mar%20Morto%20ganham%20site%20do%20Google.html

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Duzentas formas de provar que Deus existe

.
Deus existe, sim ou não? Existem muitos argumentos usados para provar que Deus existe. Conhecê-los é interessante. Nesta página você vai encontrar 212 argumentos diferentes para defender a existência de Deus numa discussão com um ateu ou um agnóstico. Então, sem mais delongas…
.

1. ARGUMENTO COSMOLÓGICO (ou DA PRIMEIRA CAUSA)
(1) Se eu digo que algo precisa ter uma causa, esse algo tem uma causa.
(2) Eu digo que o universo precisa ter uma causa.
(3) Portanto, o universo tem uma causa.
(4) Portanto, Deus existe.

2. ARGUMENTO TRANSCENDENTAL (ou PRESSUPOSITIVO)
(1) Deus existe.
(2) Se Deus existe, então se Deus existe a razão existe.
(2) A razão existe.
(3) Portanto, Deus existe.

3. ARGUMENTO ONTOLÓGICO (I)
(1) Eu defino Deus como sendo X.
(2) Como eu consigo conceber X, X tem de existir.
(3) Portanto, Deus existe.

4. ARGUMENTO ONTOLÓGICO (II)
(1) Eu consigo conceber um Deus perfeito.
(2) Uma das características da perfeição é a existência.
(3) Portanto, Deus existe.

5. ARGUMENTO ONTOLÓGICO MODAL
(1) Deus existe.
(2) Deus, existindo, ou é necessário ou desnecessário.
(3) Deus não é desnecessário
(4) Portanto, Deus existe.

6. ARGUMENTO TELEOLÓGICO
(1) Veja só o planeta/universo/rinoceronte. Não é complexo?
(2) Só Deus poderia tê-los feito tão complexos.
(3) Portanto, Deus existe.

7. ARGUMENTO PELA BELEZA (ou ARGUMENTO TELEOLÓGICO II)
(1) Aquele bebê/pôr do sol/flor/árvore não é belo?
(2) Só Deus poderia tê-los feito tão belos.
(3) Portanto, Deus existe.

8. ARGUMENTO DOS MILAGRES
(1) Minha tia tinha câncer.
(2) Os médicos deram a ela todos aqueles tratamentos horríveis.
(3) Minha tia rezou para Deus e agora ela não tem câncer.
(4) Portanto, Deus existe.

9. ARGUMENTO MORAL (I)
(1) O fulano X, que todos sabem era ateu, era moralmente inferior ao resto de nós.
(2) Portanto, Deus existe.



10. ARGUMENTO MORAL (II)
(1) Quando eu era jovem eu era um filho de uma égua que falava palavrão, bebia, fumava, jogava, molestava crianças, roubava, assassinava e molhava a cama toda noite.
(2) Tudo isso mudou depois que eu me tornei religioso.
(3) Portanto, Deus existe.

11. ARGUMENTO DA CRIAÇÃO
(1) Se a evolução for falsa, então o criacionismo é verdade, e portanto Deus existe.
(2) A evolução não pode ser verdade, pois eu não tenho a capacidade mental para entendê-la; além disso, aceitá-la me faria desconfortável.
(3) Portanto, Deus existe.

12. ARGUMENTO DO MEDO
(1) Se não existir Deus então todos nós vamos morrer.
(2) Portanto, Deus existe.

13. ARGUMENTO DA BÍBLIA
(1) [passagem arbitrária do Velho Testamento]
(2) [passagem arbitrária do Novo Testamento]
(3) Portanto, Deus existe.

14. ARGUMENTO DA INTELIGÊNCIA
(1) Olha, é perda de tempo tentar explicar tudo para vocês ateus estúpidos — é complicado demais para vocês entenderem. Deus existe quer vocês gostem ou não.
(2) Portanto, Deus existe.

15. ARGUMENTO DA FALTA DE INTELIGÊNCIA
(1) Ok, eu não vou fingir ser tão inteligente quanto vocês — vocês obviamente são muito letrados. Mas eu li a Bíblia, e nada que você diz me convence que a palavra de Deus não existe. Eu o sinto em meu coração, e você pode senti-lo também, se você o convidar a entrar em sua vida. “Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16
(2) Portanto, Deus existe.

16. ARGUMENTO DA CRENÇA
(1) Se Deus existe, então eu devo crer Nele.
(2) Eu creio em Deus
(3) Portanto, Deus existe.

17. ARGUMENTO DA INTIMIDAÇÃO
(1) Vê essa fogueira?
(2) Portanto, Deus existe.

18. ARGUMENTO PARENTAL
(1) Mamãe e papai me disseram que Deus existe.
(2) Portanto, Deus existe.

19. ARGUMENTO DOS NÚMEROS
(1) Milhões e milhões de pessoas crêem em Deus.
(2) Eles não poderiam estar todos errados, poderiam?
(3) Portanto, Deus existe.

20. ARGUMENTO DA ABSURDEZ
(1) Maranatha!
(2) Portanto, Deus existe.

21. ARGUMENTO DA ECONOMIA
(1) Deus existe, seus filhos de uma égua!
(2) Portanto, Deus existe.

22. ARGUMENTO DA DADÁ
(1) Ha ha ha.
(2) Portanto, Deus existe.

23. ARGUMENTO DA DORE
(1) Esqueci de tomar a medicação.
(2) Portanto, EU SOU JESUS CRISTO!
(3) Portanto, Deus existe.

24. ARGUMENTO DA MAESTRIA NA GUITARRA
(1) Eric Clapton é Deus.
(2) Portanto, Deus existe.

25. ARGUMENTO DA AUTORIDADE DA INTERNET
(1) Há um site que argumenta com sucesso que Deus existe.
(2) Aqui está o link.
(3) Portanto, Deus existe.

26. ARGUMENTO DA INCOMPREENSIBILIDADE
(1) Guada mada blenc zum, pif pof fragipinguius!
(2) Ninguém nunca refutou (1).
(3) Portanto, Deus existe.

27. ARGUMENTO DO EDIR (ou DA BISPA)
(1) Dizer para o povo que Deus existe me faz ficar podre de rico.
(2) Portanto, Deus existe.

28. ARGUMENTO DO CRISTÃO HERMÉTICO
(1) O Deus Cristão existe.
(2) Portanto, todas as visões de mundo que não assumem a existência do Deus Cristão são falsas e incompreensíveis.
(3) Portanto, Deus existe.

29. ARGUMENTO DA CEGUEIRA (I)
(1) Ateus são espiritualmente cegos.
(2) Portanto, Deus existe.



30. ARGUMENTO DA CEGUEIRA (II)
(1) Deus é amor.
(2) O amor é cego.
(3) Stevie Wonder é cego.
(4) Portanto, Stevie Wonder é Deus.
(5) Portanto, Deus existe.

31. ARGUMENTO DA FALIBILIDADE
(1) O raciocínio humano é inerentemente falho.
(2) Portanto, não é forma razoável de desafiar uma proposição.
(3) Eu proponho que Deus existe.
(4) Portanto, Deus existe.

32. ARGUMENTO DA FOLGA
(1) Deus existe.
(2) Eu não estou nem aí se você acredita ou não; eu tenho coisa melhores para fazer do que tentar convencer vocês bundões.
(3) Portanto, Deus existe.

33. ARGUMENTO DA META-FOLGA
(1) F*da-se.
(2) Portanto, Deus existe.

34. ARGUMENTO DA DEVASTAÇÃO INCOMPLETA
(1) Um avião caiu matando 143 passageiros e a tripulação.
(2) Mas uma criança sobreviveu apenas com queimaduras do terceiro-grau.
(3) Portanto, Deus existe.

35. ARGUMENTO DOS MUNDOS POSSÍVEIS
(1) Se as coisas tivessem sido diferentes, então as coisas seriam diferentes.
(2) Isso seria ruim.
(3) Portanto, Deus existe.

36. ARGUMENTO DA PURA FORÇA DE VONTADE
(1) Eu CREIO em Deus! Eu CREIO em Deus! Eu CREIO! Eu creio eu creio eu creio eu creio em Deus!
(2) Portanto, Deus existe.

37. ARGUMENTO DA NÃO-CRENÇA
(1) A maior parte da população da terra é de descrentes no Cristianismo.
(2) Isso é exatamente o que Satanás intencionava.
(3) Portanto, Deus existe.

38. ARGUMENTO DA EXPERIÊNCIA PÓS-MORTE
(1) A pessoa X foi ateu até morrer.
(2) Hoje ele vê seu erro.
(3) Portanto, Deus existe.

39. ARGUMENTO DA CHANTAGEM EMOCIONAL
(1) Deus te ama.
(2) Como você pode ser tão desalmado a ponto de não crer nele?
(3) Portanto, Deus existe.

40. ARGUMENTO DO BLÁ-BLÁ INCOERENTE
(1) Vê aquela pessoa tendo espasmos no chão da igreja e falando um blá-blá incoerente?
(2) É assim que a sabedoria infinita se revela.
(3) Portanto, Deus existe.

41. ARGUMENTO DA OPRAH (I)
(1) O espírito humano existe.
(2) Portanto, Deus existe.

42. ARGUMENTO DA OPRAH (II)
(1) Assistam agora esse trecho de vídeo.
(2) Como é que alguém pode assistir isso e NÃO acreditar em Deus?
(3) Portanto, Deus existe.

43. ARGUMENTO CERÂMICO
(1) Potes não saem dando ordens ao oleiro.
(2) Portanto, Deus existe.

44. ARGUMENTO DA PRODUÇÃO EM MASSA
(1) Bonecas Barbie foram criadas.
(2) Se bonecas Barbie foram criadas, então também foram as árvores.
(3) Portanto, Deus existe.

45. ARGUMENTO DO PAROQUIALISMO
(1) Deus está em todos os lugares.
(2) Nós não estivemos em todos os lugares para provar que ele não está lá.
(3) Portanto, Deus existe.

46. ARGUMENTO DA AFIRMAÇÃO EM MAIÚSCULAS
(1) DEUS EXISTE! PODE SE ACOSTUMAR!
(2) Portanto, Deus existe.

47. ARGUMENTO DA REGRESSÃO INFINITA
(1) Pergunte a um ateu o que causou o Big Bang.
(2) Independente da resposta, pergunte como ele sabe disso.
(3) Continue com esse processo até que o ateu admita que ele não sabe a resposta a uma de suas perguntas.
(4) Você venceu!
(5) Portanto, Deus existe.

48. ARGUMENTO DA INCREDULIDADE
(1) Como pode Deus NÃO existir, mané?
(2) Portanto, Deus existe.

49. ARGUMENTO DA HISTÓRIA
(1) A Bíblia é verdadeira.
(2) Portanto, a Bíblia é fato histórico.
(3) Portanto, Deus existe.





50. ARGUMENTO DA RESSUREIÇÃO
(1) A prova da existência de Deus será apresentada quando você se reerguer de seu túmulo.
(2) Portanto, Deus existe.

51. ARGUMENTO DA BIOGÊNESE
(1) De onde veio Adão, mocinho?
(2) Portanto, Deus existe.

52. ARGUMENTO DA FÉ FIRME
(1) Várias pessoas muito bacanas acreditaram em Deus por todas as suas vidas.
(2) Portanto, Deus existe.

53. ARGUMENTO DA SOLIDÃO
(1) Os cristãos dizem que Jesus é seu melhor amigo.
(2) Eu estou sozinho, e quero um melhor amigo.
(3) Portanto, Deus existe.

54. ARGUMENTO DO CANSAÇO
(1) Deus existe.
(2) [ateu contra-argumenta]
(3) Sim ele existe.
(4) [ateu contra-argumenta]
(5) Sim ele existe.
(6) [ateu contra-argumenta]
(7) SIM ELE EXISTE!!!
(8) [ateu desiste e vai para casa]
(9) Portanto, Deus existe.

55. ARGUMENTO DA INTERPRETAÇÃO CRIATIVA
(1) Deus é
(a) O sentimento de olhar para um bebê recém-nascido.
(b) O amor de uma mãe por seu filho.
(c) Aquela pequena voz dentro de seu coração.
(d) O potencial da humanidade de superar dificuldades.
(e) Como eu me sinto quando eu olho para o pôr do sol.
(f) O sabor de um sorvete em um dia quente.
(2) Portanto, Deus existe.

56. ARGUMENTO DA INSEGURANÇA
(1) Nós fomos a distâncias absurdas para demonstrar que os ateus são babacas de fazer rir.
(1.5) Na verdade, fizemos isso na esperança de curar nossas próprias inseguranças sobre o teísmo — mas não tem a menor chance de admitirmos isso.
(2) Portanto, ateus são babacas de fazer rir.
(3) Portanto, Deus existe.

57. ARGUMENTO DA SUPERIORIDADE
(1) Se Deus não existe, então eu sou um ser inferior, pois não sou “especial” em um sentido cósmico.
(2) Mas eu sou superior. Pois eu sou um Cristão.
(3) Portanto, Deus existe.

58. ARGUMENTO DA PERFEIÇÃO MORAL
(1) Se há padrões morais, então Deus existe.
(2) Ateus dizem que não há padrões morais absolutos.
(3) Mas isso porque eles não querem admitir serem pecadores.
(4) Portanto, há padrões morais absolutos.
(5) Portanto, Deus existe.

59. ARGUMENTO DA NECESSIDADE HUMANA
(1) Ateus dizem que eles não precisam de Deus.
(2) Mas isso prova que eles precisam de Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

60. ARGUMENTO DA LÓGICA OCULTA (I)
(1) Intelectualmente, eu sei que a existência de Deus é impossível, ou vastamente improvável.
(2) Mas eu preciso parecer bacana e intelectual na frente dos meus pares apologistas Cristãos.
(3) Portanto, eu preciso fazer de conta que (1) é falsa.
(4) Portanto, Deus existe.

61. ARGUMENTO DA LÓGICA OCULTA (II)
(1) Os ateus dizem que Deus não existe.
(2) Mas eles só dizem isso para parecerem bacanas e intelectuais na frente de seus pares.
(3) Eles não me enganam!
(4) Portanto, Deus existe.

62. ARGUMENTO DA INDULGÊNCIA
(1) Ateus gostam de pensar que podem controlar seus desejos emocionais.
(2) Mas eles são ateus, então não podem.
(3) Portanto, ateus sentem a necessidade de se refestelar no que estiverem a fim sem se preocupar em cometer pecados.
(4) Isso mostra como eles precisam de Deus em suas vidas.
(5) Portanto, Deus existe.

63. ARGUMENTO DO ÓDIO
(1) Alguns ateus odeiam Cristãos e o Cristianismo.
(2) Por isso eles não acreditam em Deus.
(3) Patéticos, não?
(4) Portanto, Deus existe.

64. ARGUMENTO DE QUENTIN SMITH
(1) Quentin Smith diz que Deus não existe.
(2) Mas Deus existe.
(3) Portanto, Quentin Smith não pode ser aceito como um especialista no tema, porque ele está errado.
(4) Portanto, Deus existe.

65. ARGUMENTO DOS ESPÍRITOS MALIGNOS
(1) Eu acabei de ter contato com espíritos malignos.
(2) Portanto, Deus existe.

66. ARGUMENTO DO DESAFIO DE HOVIND
(1) Kent Hovind ofereceu US$ 250,000 (que pode ou não existir) para qualquer um que puder demonstrar a evolução (definida como uma origem não causal, natural, para o universo) além de qualquer dúvida razoável (o que significa 100% de certeza, sem permitir qualquer outra explicação imaginável) para um comitê neutro (escolhido a dedo pelo próprio Hovind) e de acordo com um certo critério (fraseado cuidadosamente para impossibilitar qualquer forma de atingir o desafio).
(2) Nenhum ateu conseguiu atingir esse desafio.
(3) Portanto, Deus existe.

67. ARGUMENTO DA INSANIDADE
(1) Nenhuma pessoa em sã consciência poderia ter inventado o Cristianismo.
(2) Portanto, ele tem de ser verdade.
(3) Portanto, Deus existe.

68. ARGUMENTO DA EXAUSTÃO (sumarizado)
(1) Você concorda com a afirmação completamente trivial X?
(2) Ateu: é claro.
(3) E com a afirmação ligeiramente modificada X’?
(4) Ateu: Hmmm, não, na verdade não.
(5) Ótimo. Já que nós concordamos, que tal Y? Isso é verdadeiro?
(6) Ateu: Não! E eu não concordei com X’!
(7) Com essas verdades claramente estabelecidas, certamente você concordará que Z também é verdade?
(8) Ateu: Não. Até agora eu só concordei com X! Onde você está levando isso tudo?
(9) Fico feliz em ver que estamos todos de acordo…

(37) Então agora nós usamos as afirmações X, X’, Y, Y’, Z, Z’, P, P’, Q e Q’ para chegar ao ponto obviamente válido R. Certo?
(38) Ateu: Como eu disse, até aqui eu só concordei com X. Onde isso está indo?

(81) Então nós concluimos disso que as proposições L” , L”’ e J” são verdadeiras. Concorda?
(82) EU NÃO CONCORDO COM NADA DO QUE VOCÊ DISSE DESDE X! ONDE ISSO ESTÁ INDO?

(177) …e assim chegamos nas afirmações HRV, SHQ” e BTU’ como sendo obviamente válidas. Concorda?
(178) [ateu desmaia ou sai em retirada, estômago embrulhado]
(179) Portanto, Deus existe.

69. ARGUMENTO DA QUESTÃO GERAL
(1) Pergunta para os ateus: [pergunta aparentemente aleatória]
(2) Sua resposta está errada.
(3) Portanto, Deus existe.



70. ARGUMENTO DA ORIGINALIDADE
(1) Eu escrevi o seguinte artigo para demonstrar a existência de Deus.
(2) [insere um texto inteiro de um dos artigos de William Lane Craig]
(3) Portanto, Deus existe.

71. ARGUMENTO DO VOCABULÁRIO LIMITADO
(1) Você usa muitas palavras difíceis.
(2) Portanto, você não pode esperar que eu entenda a sua refutação de minha posição.
(3) Portanto, Deus existe.

72. ARGUMENTO DA MEMÓRIA SELETIVA
(1) [Cristão faz pergunta direcionada]
(2) [Ateu responde a pergunta]
(3) [Espaço de tempo]
(4) [Cristão repete a pergunta]
(5) [Ateu repete a resposta]
(6) [Espaço de tempo]
(7) [Cristão repete a pergunta]
(8) [Ateu repete a resposta]
(9) [Espaço de tempo]
(10) Ateu, você nunca respondeu minha pergunta.
(11) Portanto, Deus existe.

73. ARGUMENTO DIVINO-ECONÔMICO
(1) As nações cristãs protestantes são ricas.
(2) Portanto, Deus existe.

74. ARGUMENTO DA SANIDADE PESSOAL
(1) Eu tive experiências religiosas que não podem ser explicadas a não ser que eu seja louco ou que Deus exista.
(2) Portanto, Deus existe.

75. ARGUMENTO DA LONGEVIDADE INSTITUCIONAL
(1) A Igreja Católica Romana existe faz muito tempo.
(2) Portanto, Deus existe.

76. ARGUMENTO DO “MATRIX”
(1) Nós não podemos provar que não vivemos em um mundo como o do filme Matrix.
(2) Portanto, nós não podemos saber a realidade.
(3) Se a realidade é contingente, então tudo é possível.
(4) Portanto, Deus existe.

77. ARGUMENTO DA SUBJETIVIDADE
(1) Tudo é subjetivo.
(2) Nenhuma prova subjetiva pode ser superior a qualquer outra prova subjetiva.
(3) Baseado em minha opinião subjetiva, a sua opinião, de que se tudo é subjetivo então forçosamente Deus é subjetivo, é falsa.
(4) Portanto, Deus (objetivamente) existe.

78. ARGUMENTO DO PÓS-MODERNISMO
(1) Eu vou provar para você que Deus existe.
(2) [insira qualquer outro argumento daqui desta página]
(3) [ateu refuta o argumento]
(4) Eu não posso provar que Deus existe mais do que qualquer um de nós pode provar que nós realmente existimos em um mundo tangível.
(5) Portanto, Deus existe.

79. META-PROVA DA EXISTÊNCIA DE DEUS
(1) Esta é uma prova da existência de Deus.
(2) Se o leitor terminar de ler esta prova, a existência de Deus será provada a ele ou ela.
(3) Se a existência de Deus é provada, então Deus existe.
(4) Portanto, Deus existe.

80. PROVA POR ANEDOTA
(1) Deus pode ser visto por aqueles que Nele acreditam.
(2) Se Deus é visto, então Ele tem de existir.
(3) Eu vi Deus.
(4) Portanto, Deus existe.

81. ARGUMENTO PELA HISTÓRIA BÍBLICA
(1) Muitos historiadores modernos acham que provavelmente houve alguém chamado Jesus, talvez.
(2) Portanto, Deus existe.

82. ARGUMENTO DO BENDER (II)
(1) Um dia, demônios estavam sapateando no meu telhado. Eu rezei e eles foram embora.
(2) Portanto, demônios são excelentes sapateadores.
(3) Também, Deus existe.

83. ARGUMENTO DE RANDMAN
(1) Este verbete da Enciclopédia World Book de 1975 sobre a evolução contém alguns erros que eu declaro que já substanciei.
(2) Sr. PhD-em-Biologia-Evolucionária, isso prova que a evolução é um conceito científico oco.
(3) Portanto, Deus existe.

84. ARGUMENTO DA MULTIPLICIDADE
(1) Eu tenho um grande número de argumentos provando que Deus existe.
(2) Um deles provavelmente está certo.
(3) Portanto, Deus existe.

85. ARGUMENTO DA COINCIDÊNCIA FORTUITA
(1) Quais são as chances disto ocorrer?
(2) Bem pequenas, aposto.
(3) Portanto, Deus existe.

86. ARGUMENTO DO BENDER (III)
(1) Se David Blaine faz mágica de verdade, então Deus existe.
(2) Pareceu de verdade no programa da TV.
(3) Portanto, Deus existe.

87. ARGUMENTO DO USO MISTERIOSO DAS PREPOSIÇÕES
(1) É impossível desprovar Deus com nosso minúsculo intelecto humano a não ser que você esteja acima de Deus.
(2) Você está acima de Deus?
(3) Eu vou tomar essa expressão confusa no seu rosto como sendo um não.
(4) Portanto, Deus (sendo a coisa mais alta de todas) existe.

88. ARGUMENTO DO MOVIMENTO CRISTÃO JOVEM
(1) Deus é totalmente demais, cara, e se você deixar parecer que Creed e POD são boas bandas, você vai ver.
(2) Também, o nosso líder do Grupo Jovem Pepê uma vez, tipo assim, curou uma perna quebrada usando só o poder do Senhor todo-poderoso.
(3) Portanto, Deus existe.

89. ARGUMENTO DA FALA DE LÍNGUAS
(1) Meu amigo aqui, uma vez começou a falar um blá-blá que para mim soava mais ou menos como russo.
(2) Mas nem ele nem eu sabemos qualquer coisa de russo.
(3) A única explicação é Deus.
(4) Portanto, Deus existe.



90. ARGUMENTO DA HISTÓRIA EUROPÉIA
(1) Muitos pensadores proeminentes da Europa pré-moderna acreditavam em Deus.
(2) Vamos deixar para lá os séculos dezenove e vinte.
(3) Portanto, Deus existe.

91. ARGUMENTO DO DESENHO
(1) Se há um designer, então Deus tem de existir.
(2) Se eu acho um relógio na floresta, tem de haver um designer.
(3) *joga o relógio na floresta*
(4) Portanto, Deus existe.

92. ARGUMENTO DA OFENSA
(1) Deus existe.
(2) [ateu lança contra-argumentos]
(3) Sabe o quê? Eu estou ofendido.
(4) Portanto, Deus existe.

93. ARGUMENTO DO AGNOSTICISMO
(1) Eu não sei e você também não sabe.
(2) Portanto, Deus existe.

94. ARGUMENTO DO AMOR
(1) Você ja se apaixonou?
(2) Então, qual é a causa do amor? Não é Deus? Estou ou não estou certo?
(3) Portanto, Deus existe.

95. ARGUMENTO DA IDENTIDADE (ou POLITICAMENTE CORRETO)
(1) Acreditar em Deus é uma parte central da minha identidade.
(2) Você não pretende negar a minha identidade, pretende?
(3) Portanto, Deus existe.

96. ARGUMENTO DA FORMATAÇÃO
(1) Vejam, céticos tolos, eu apresento a vocês uma prova incontroversa da existência de Deus.
(2) [posta um documento de 10,000 palavras sem uma quebra de parágrafo sequer]
(3) [olhos do cético implodem]
(4) Eu vejo que ninguém consegue refutar (2).
(5) Portanto, Deus existe.

97. ARGUMENTO DA NÃO-CONFRONTAÇÃO
(1) Eu não estou aqui para argumentar com vocês céticos.
(2) Mas, vamos lá, Deus obviamente existe.
(3) Portanto, Deus existe.

98. ARGUMENTO DO EXODO
(1) Se a história do Exodo tiver qualquer base em fatos históricos, então Deus existe.
(2) Um sujeito encontrou algumas rodas de carruagem no fundo do Mar Vermelho.
(3) Não há qualquer outra maneira de carruagens terem parado no fundo do Mar Vermelho.
(4) Isso signfica que a história do Exodo é verdadeira.
(5) Portanto, Deus existe.

99. ARGUMENTO DOS MÁRTIRES
(1) Os apóstolos não teriam morrido por algo que não fosse verdade.
(2) [cético dá exemplo de mártires fora do cristianismo]
(3) Obviamente esses exemplos foram enganados por Satanás.
(4) Portanto, Deus existe.

100. ARGUMENTO DA SININHO
(1) Eu quero muito que Deus seja real.
(2) Se você deseja algo com muita força, aquilo se realiza.
(3) Portanto, Deus existe.

101. ARGUMENTO DA FALTA DE DESPROVA
(1) Você não consegue provar que Deus não existe!
(2) Portanto, Deus existe.

102. ARGUMENTO DA EXPERIÊNCIA ANEDOTAL (I)
(1) Um vez eu experimentei uma coisa que eu não consigo explicar.
(2) [cético oferece várias explicações possíveis, naturais]
(3) Você está só especulando! Eu estava lá!
(4) Portanto, Deus existe.

103. ARGUMENTO DA EXPERIÊNCIA ANEDOTAL (II)
(1) Eu experimentei sentimentos da presença de Deus em minha mente.
(2) Portanto, Deus existe.

104. ARGUMENTO DA NEUROCIÊNCIA
(1) Cientistas dizem que uma porção do nosso cérebro pode ser responsável pelas experiências místicas.
(2) Portanto, Deus existe.

105. ARGUMENTO DA FALTA DE TESTEMUNHA OCULAR (I)
(1) Você não estava lá para presenciar a abiogenese, o big bang, etc.
(2) Portanto, Deus existe.

106. ARGUMENTO DA FALTA DE TESTEMUNHA OCULAR (II)
(1) Ninguém nunca viu uma espécie se transformar em outra.
(2) Portanto, Deus existe.

107. ARGUMENTO DA TESTEMUNHA OCULAR
(1) Alguém escreveu a história da criação na bíblia.
(2) Esse alguém deve ter sido uma testemunha ocular dos eventos descritos.
(3) Portanto, Deus existe.

108. ARGUMENTO DA MEIA ASA
(1) Metade de uma asa não tem qualquer utilidade!
(2) Portanto, Deus existe.

109. ARGUMENTO DO ANCESTRAL PREFERIDO
(1) Eu não quero ter laços de parentesco com macacos.
(2) Portanto, Deus existe.



110. ARGUMENTO DA ESTUPIDEZ
(1) A Bíblia diz que os ateus são néscios (estúpidos).
(2) Eu não quero ser um estúpido.
(3) Portanto, Deus existe.

111. ARGUMENTO DO DENTE DE PORCO
(1) Alguns cientistas uma vez acharam que um dente era de um “homem macaco”.
(2) Mais tarde, cientistas descobriram que era o dente de um porco.
(3) Portanto, Deus existe.

112. ARGUMENTO DA PERSEGUIÇÃO
(1) Alguém zombou da minha fé.
(2) Portanto, Deus existe.

113. ARGUMENTO DO JESUS DISSE COISAS
(1) Jesus disse coisas muito legais.
(2) Ninguém mais jamais tinha dito aquelas coisas.
(3) Portanto, Deus existe.

114. ARGUMENTO DAS DIFERENÇAS
(1) O Deus cristão é diferente dos deuses das outras religiões.
(2) Portanto, Deus existe.

115. ARGUMENTO DA MORALIDADE CRISTÃ
(também pode ser aplicado a praticamente qualquer outra religião)
(1) Em algum lugar, alguém se chamou cristão e fez algo de bom.
(2) Essa pessoa provavelmente não estava mentindo.
(3) Portanto, essa pessoa era cristã.
(4) Portanto, cristãos fazems coisas boas.
(5) Portanto, cristãos são morais.
(6) Cristãos acreditam na bíblia.
(7) Portanto, a bíbia é moral.
(8) A bíblia é a palavra de Deus. Ela diz isso.
(9) Portanto, Deus é moral.
(10) [ignorem as coisas não tão boas que cristão podem ter ou não feito no passado, é difícil confiar na história de qualquer forma, pois os inimigos de Deus estão em toda a parte]
(11) Um Deus moral seria muito bom.
(12) Portanto, Deus existe.

116. ARGUMENTO DA LOUCURA
(1) Eu ficaria louco se não acreditasse em Deus.
(2) Eu não sou louco.
(3) Portanto, Deus existe.

117. ARGUMENTO DA PERSEGUIÇÃO (II)
(1) Jesus disse que as pessoas iriam zombar dos Cristãos.
(2) Eu sou um idiota.
(3) As pessoas frequentemente apontam isso.
(4) Portanto, Deus existe.

118. ARGUMENTO DA PERSEGUIÇÃO (III)
(1) Vocês ateus são terríveis!
(2) Portanto, Deus existe.

119. ARGUMENTO DO INTERESSE
(1) Se Deus realmente não existisse vocês ateus não passariam tanto tempo falando sobre ele.
(2) [ateu refuta (1)]
(3) Portanto, Deus existe.

120. ARGUMENTO DE REID
(1) Você assume que seus sentidos são confiáveis mesmo sem poder provar.
(2) Portanto eu posso assumir qualquer coisa que eu quiser.
(3) Portanto, Deus existe.

121. ARGUMENTO DA SUPERIORIDADE INTELECTUAL
(1) [Cristão coloca argumento]
(2) [Ateu refuta argumento]
(3) Ateu, você evidentemente não entendeu meu argumento.
(4) Portanto, Deus existe.

122. ARGUMENTO DA FRASE FEITA
(1) Não há nenhum ateu nas trincheiras.
(2) [ateu aponta ateus em trincheiras]
(3) Esses não contam.
(4) Portanto, Deus existe.

123. ARGUMENTO DE TERCEL (ARGUMENTO DA PROBABILIDADE)
(1) Nós devemos acreditar naquilo que é provavelmente verdade.
(2) Eu arbitrariamente designei à proposição “Deus existe” a probabilidade de 0,75.
(3) Essa probabilidade tirei do meu traseiro, que eu sei que é extremamente preciso na determinação de probabilidades de proposições sobre a existência de Deus.
(4) Então Deus provavelmente existe.
(5) Portanto, Deus existe.

124. ARGUMENTO DO PRESENTE GRÁTIS
(1) Se alguém viesse para você na rua e te oferecesse um bilhão de reais em troca de nada, você pegaria o dinheiro ou negaria a existência dele?
(2) Portanto, Deus existe.

125. ARGUMENTO DA CARIDADE
(1) Ateus não constroem hospitais.
(2) [ateu aponta Bill Gates e Ted Turner, que doaram bilhões de dólares para a caridade]
(3) Tá, mas eles constroem hospitais?
(4) Portanto, Deus existe.

126. ARGUMENTO DA AFIRMAÇÃO SÉRIA
(1) Deus existe.
(2) Não, sério.
(3) Portanto, Deus existe.

127. ARGUMENTO DO FIM POSITIVO
(1) Mesmo que Deus não exista, seria melhor que as pessoas acreditassem que Ele existe.
(2) Portanto, Deus existe.

128. ARGUMENTO DA FALTA DE EVIDÊNCIA
(1) Eu acredito que se Deus existir, não haverá evidência de sua existência.
(2) Não há evidência da existência de Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

129. ARGUMENTO DA FALTA DE EVIDÊNCIA II (versão modificada do Homer)
(1) Deus, se você existe, por favor não me dê nenhum sinal.
(2)
(3) Portanto, Deus existe.



130. ARGUMENTO DA IDIOTICE
(1) Eu sou um idiota.
(2) Até mesmo um idiota pode ver que Deus existe.
(3) Portanto, Deus existe.

131. ARGUMENTO DO TERRORISMO (I)
(1) Terrorista destruíram as torres gêmeas, matando milhares.
(2) Um pedaço dos escombros meio que parece com uma cruz.
(3) Portanto, Deus existe.

132. ARGUMENTO DO TERRORISMO (II)
(1) Um avião foi sequestrado por terroristas.
(2) Os passageiros rezaram e atacaram os terroristas.
(3) O avião caiu numa fazenda, matando todos a bordo.
(4) Portanto, Deus existe.

133. ARGUMENTO DO TERRORISMO (III)
(1) 11 de Setembro foi muito, muito mal.
(2) Coisas ruins nos acontecem quando fazemos coisas ruins.
(3) Portanto, 11 de Setembro foi uma punição por algo que fizemos.
(4) Talvez estivessemos sendo arrogantes?
(5) Sim, é isso!
(6) Deus deixou 11 de Setembro acontecer para ensinar humildade aos Estados Unidos.
(7) Portanto, Deus existe.

134. ARGUMENTO DO TERRORISMO (IV)
(1) Terrorista destruíram as torres gêmeas, matando milhares.
(2) Uma bíblia intacta foi encontrada no meio dos escombros.
(3) Não, espera um pouco, na verdade era um dicionário.
(3) Ah, Deus existe de qualquer jeito.

135. ARGUMENTO DO GENOCÍDIO
(1) Stalin era ateu.
(2) Ele assassinou milhões de pessoas.
(3) Portanto, Deus existe.

136. ARGUMENTO DOS TORNADOS
(1) Um grande tornado atingiu Kansas City.
(2) O tornado poupou uma igreja mas destruiu centenas de casas.
(3) Portanto, Deus existe.

137. ARGUMENTO DO SPAGHETTI
(1) Algumas pessoas viram uma coisa estranha em um prato de spaghetti.
(2) Alguns católicos acreditam que era a Virgem Maria.
(3) Portanto, Deus existe.

138. ARGUMENTO DO DINHEIRO (I)
(1) Todas as cédulas nos Estados Unidos têm a frase “In God We Trust” (nós confiamos em Deus).
(2) Portanto, Deus existe.

139. ARGUMENTO DO DINHEIRO (II)
(1) Todas as cédulas no Brasil têm a frase “Deus seja louvado”.
(2) Portanto, Deus existe.

140. ARGUMENTO DA QUEDA DO PAGANISMO ROMANO
(1) Quando Jesus foi crucificado, o Império Romano era pagão, liderado por um imperador pagão.
(2) Duzentos anos depois, muitos romanos eram cristãos, e o imperador era cristão também!
(3) Portanto, Deus existe.

141. ARGUMENTO DA RELIGIÃO DIFERENTE DAS OUTRAS (I)
(1) A bíblia disse que Jesus morreu pelos nossos pecados.
(2) Nenhum outro texto religioso existe que descreva um deus que tenha morrido por nossos pecados!
(3) Portanto, Deus existe.

142. ARGUMENTO DA RELIGIÃO DIFERENTE DAS OUTRAS (II)
(1) A bíblia disse que Jesus se levantou dos mortos.
(2) Nenhum outro texto religioso descreve um deus que tenha se levantado dos mortos!
(3) Portanto, Deus existe.

143. ARGUMENTO DE TRÓIA
(1) Há pouca evidência arqueológica para os eventos no Exodo.
(2) Mas veja Tróia! Ela foi descoberta quando as pessoas achavam que a Ilíada era só uma estória! Então quem sabe se não haverá um dia em que evidências para o Exodo serão descobertas?
(3) Portanto, o Exodo de fato ocorreu.
(4) Portanto, Deus existe.

144. ARGUMENTO DA PROFECIA BÍBLICA
(1) O Livro de Daniel fez algumas profecias.
(2) A profecia mais tarde foi cumprida em outros registros do Livro de Daniel.
(3) A profecia se realizou!
(4) Portanto, Deus existe.

145. ARGUMENTO DA VERGONHA
(1) A Bíblia mostra pessoas fazendo coisas embaraçosas.
(2) Ela tem de ser verdade se descreve eventos negativos.
(3) A Bíblia está descrevendo eventos históricos.
(4) Portanto, Deus existe.

146. ARGUMENTO DO MESMO VALOR
(argumento politicamente correto II)
(1) A Evolução e a perspectiva científica do mundo é uma perspectiva do mundo. De forma idêntica a perspectiva bíblica do mundo é uma perspectiva do mundo.
(2) Você não está discriminando contra nossa perspectiva do mundo, está?
(3) A perspectiva Bíblica é tão boa quanto a perspectiva científica.
(4) Portanto, Deus existe.

147. ARGUMENTO DA MODERAÇÃO
(1) Os Criacionistas ocupam uma posição extrema no espectro.
(2) Da mesma forma, os Ateus ocupam uma outra posição extrema do espectro.
(3) Os moderados estão entre os extremos.
(4) Portanto, a posição moderada sobre Deus é a mais correta.
(5) Portanto, Deus existe.

148. ARGUMENTO DA AFIRMAÇÃO EVIDENCIAL
(ou, “Argumento de Henry Morris”)
(1) Deus existe.
(2) Portanto todas as evidências físicas (fósseis, etc) têm de mostrar isso.
(3) Portanto elas mostram.
(4) Portanto, Deus existe.

149. ARGUMENTO DA FALTA DE MALDADE
(1) Se Deus não existisse, seria maldade dele me fazer acreditar o contrário!
(2) Deus não é mal.
(3) Portanto, Deus existe.



150. ARGUMENTO DE TODOS TEMOS FÉ
(1) Nós todos acreditamos em alguma coisa.
(2) Portanto nós todos temos fé.
(3) Minha fé em Deus não é diferente da sua fé de que o sol vai nascer amanhã de manhã.
(4) Portanto, Deus existe.

151. ARGUMENTO DA VERBA PARA FACULDADE
(1) Você acredita em Deus.
(2) Se eu descobrir que você não acredita em Deus, você não vai receber nenhum dinheiro para a faculdade!
(3) Portanto, Deus existe.

152. ARGUMENTO DO FIDEISMO
(1) Os ateus estão absolutamente certos. Não há nenhuma razão lógica para acreditar que Deus existe.
(2) Mas ele me faz sentir bem, de qualquer jeito.
(3) Portanto, Deus existe.

153. ARGUMENTO DA VIAGEM ALUCINÓGENA
(1) Eu fui a uma festa e tomei LSD.
(2) Eu vi demônios me atacando.
(3) Aí Jesus apareceu e afastou os demônios.
(4) Aí eu me juntei à Assembléia de Deus.
(5) Portanto, Deus existe.

154. ARGUMENTO DE JORNADA NAS ESTRELAS
(1) Você será assimilado.
(2) Sua salvação pertence a nós.
(3) Resistir é inútil.
(4) Portanto, Deus existe.

155. ARGUMENTO DA REZA
(1) Quando eu rezo, ou meu pedido se realiza ou Deus tem um plano melhor.
(2) Portanto, Deus existe.

156. ARGUMENTO DA DEMOCRACIA
(1) Deus nunca deixaria um não-cristão se tornar presidente.
(2) Um não-cristão nunca se tornou presidente.
(3) Portanto, Deus existe.

157. ARGUMENTO DO EVITAR DA DOR
(1) Se eu não acreditar que Deus existe, eu vou para o Inferno.
(2) Por favor não me machuque.
(3) Portanto, Deus existe.

158. ARGUMENTO DAS MONTANHAS
(1) As pessoas achavam que deuses moravam no Monte Olimpo.
(2) Eu subi o Monte Olimpo e não havia nenhum deus lá.
(3) Portanto, os deuses pagãos são falsos.
(4) Portanto, Deus existe.

159. ARGUMENTO DA FOFURA
(1) Coelhos são fofos.
(2) Fofura não é uma vantagem evolutiva.
(3) Portanto, a fofura só pode ter sido obra de um criador.
(4) Portanto, Deus existe.

160. ARGUMENTO DA POLÍTICA
(1) A vasta maioria das pessoas acredita em Deus.
(2) Eu serei eleito se eu fingir acreditar em Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

161. ARGUMENTO DA INVISIBILIDADE
(1) Deus é invisível.
(2) Eu não vejo Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

162. ARGUMENTO DA CHUVA
(1) Eu queria que fosse um dia de sol.
(2) Eu rezei para que não chovesse.
(3) Tivemos duas tempestades torrenciais.
(4) Obviamente, Deus não atendeu meu pedido.
(5) Claro que não! Que coisa mais egoísta para pedir! Como eu ousei esperar que Deus atendesse meus desejos egoístas!
(6) A chuva foi a punição de Deus para meus desejos egoístas.
(7) Portanto, Deus existe.

163. ARGUMENTO DE METACROCK (I)
(1) Eu tenho um diploma de filosofia.
(2) O seu conhecimento de filosofia é minúsculo comparado ao meu.
(3) Portanto você é incapaz de compreender minhas intensas provas filosóficas da existência de Deus.
(4) Portanto, Deus existe.

164. ARGUMENTO DE METACROCK (II)
(1) Eu criei o termo “necessidade arbitrária”.
(2) É um princípio áureo e se aplica a tudo o que eu disser que sim.
(3) Eu digo que um universo eterno é uma necessidade arbitrária.
(4) Portanto, Deus existe.

165. ARGUMENTO DA CERVEJA
(1) Cristão: Qualquer coisa em que você acredite é seu deus.
(2) Ateu: Eu acredito que eu vou tomar uma outra cerveja.
(3) Ha ha.
(4) Portanto, Deus existe.

166. ARGUMENTO DOS MACACOS
(1) Se o homem veio dos macacos não deveriam existir mais macacos.
(2) Ainda existem macacos.
(3) Portanto, Deus existe.

167. ARGUMENTO DE C.S. LEWIS
(1) C.S. Lewis tinha vários bons argumentos a favor do Cristianismo…
… pelo menos é o que todos os meus amigos Cristãos me falaram…
(2) C.S. Lewis também escreveu alguns livros bem populares!
(3) Então, qualquer coisa que C.S. Lewis tenha dito tem de estar certo!
(4) Portanto, Deus existe.

167. ARGUMENTO DA DESTRUIÇÃO UNIVERSAL
(1) Hoje eu acordei e descobri que o universo ainda existe.
(2) Portanto, sua destruição foi evitada por Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

168. ARGUMENTO DOS BOMBEIROS MORTOS
(1) Todos esses bombeiros que morreram foram abeçoados por um padre católico antes de sacrificarem suas vidas.
(2) Foi por pessoas que eles nem conheciam!
(3) Sim, eles eram SIM na maior parte católicos!
(4) Porque eu sei!
(5) Portanto, Deus existe.

169. ARGUMENTO DOS CIENTISTAS
(1) Alguns cientistas famosos acreditavam em Deus.
(2) Portanto, Deus existe.



170. ARGUMENTO DA INSTRUMENTAÇÃO
(1) Você é ateu.
(2) Você fez uma boa ação.
(3) Você é um instrumento de Deus.
(4) Portanto, Deus existe.

171. ARGUMENTO DA FÍSICA QUÂNTICA
(1) A física quântica use o princípio da incerteza.
(2) Há espaço para Deus.
(3) Portanto, Deus existe.

172. ARGUMENTO DA SEGUNDA LEI DA TERMODINÂMICA (I)
(1) A Segunda Lei da Termodinâmica diz que um sistema fechado tende a desordem.
(2) O universo é fechado e ordenado.
(3) Portanto, Deus existe.

173. ARGUMENTO DOS SITES APOLOGÉTICOS
(1) Eu estava surfando na internet e achei essa página super bacana de apologia.
(2) Os argumentos eram impressionantes. Eu não consegui refutá-los.
(3) Portanto, Deus existe.

174. ARGUMENTO DO CONFORTO
(1) Todo tipo de gente encontrou conforto na religião.
(2) Quer dizer que deve haver alguma coisa ali para dar conforto a eles.
(3) Portanto, Deus existe.

175. ARGUMENTO DO BILL O’REILLY
(1) O ateísmo está desafiando as raízes cristãs deste país!
(2) Nós somos cristãos!
(3) Nós não vamos deixar isso assim, e não vamos deixar os ateus vencerem!
(4) Nós vamos vencer porque Deus está do nosso lado!
(5) Portanto, Deus existe.

176. ARGUMENTO DA SOLIDÃO EXISTENCIAL
(1) Isso não pode ser tudo que há na existência.
(2) Quer dizer, é tão horrível, sem propósito, brutal e malvado.
(3) É tudo tão deprimente.
(4) Estou só.
(5) Tem que have algo mais.
(6) Quer dizer, simplesmente tem que ter.
(7) TEM QUE TER ALGUMA COISA LÁ FORA!
(8) ARRGGG! MAS TEM QUE TER!!!
(9) Deus! Ele pode estar lá para mim.
(10) Eu já não estou tão só agora!
(11) Oba! Yupi!
(12) Portanto, Deus existe.

177. ARGUMENTO DOS PECADOS QUE EU GOSTO
(1) Eu não gosto do aborto.
(2) Mas isso é só minha opinião.
(3) Eu quero que minha opinião seja suportada por fatos.
(4) Mas na ausência de fatos, regras morais servem.
(5) Os cristãos dizem que o aborto é um pecado. Oba! Eu tenho aliados!
(6) Mas para um pecado existir, e para os cristão estarem certos, Deus tem que existir.
(7) Portanto, Deus existe.

177. ARGUMENTO DO SOLIPSISMO CRISTÃO
(1) Nada a não ser Jesus existe.
(2) Veja o ponto #1 acima.
(3) Portanto, Deus existe.

178. ARGUMENTO DA SALA DO TRONO
(1) Você ficaria de pé na presença de um rei poderoso e exigiria provas de que ele existe?
(2) Não?
(3) É isso que você está fazendo com Deus, seu arrogante desgraçado!
(4) Não estou NEM AÍ se você não consegue vê-lo!
(5) Portanto, Deus existe.

179. ARGUMENTO DA FALTA DE IMAGINAÇÃO
(1) Eu não consigo imaginar não acreditar em Deus.
(2) Portanto, Deus existe.

180. ARGUMENTO DO UAU
(1) Quando eu olho para o céu e vejo todas aquelas estrelas lindas, todas aquelas galáxias…
(2) Uau.
(3) Portanto, Deus existe.

181. ARGUMENTO DO PSICANALISTA DO SOFÁ
(1) Você diz que não há Deus?
(2) Ah, alguém que se intitulava cristão deve ter magoado você para valer no passado.
(3) Portanto, Deus existe.

182. ARGUMENTO DOS ESPECIALISTAS CRISTÃOS IGNORADOS
(1) Dembski, Behe e Plantinga são ignorados pelo meio intelectual.
(2) Só o medo da verdade explicaria isso.
(3) Portanto, Deus existe.

183. ARGUMENTO DOS ESPECIALISTAS CRISTÃOS NÃO IGNORADOS
(1) Dembski, Behe e Plantinga estão recebendo atenção do meio intelectual.
(2) Só um crescente reconhecimento da verdade poderia explicar isso.
(3) Portanto, Deus existe.

184. ARGUMENTO DA EVIDÊNCIA CONTRA-FACTUAL
(1) Você diz que evidências da divindade de Jesus não existem.
(2) Porém, se houvessem muitas evidências você ainda assim não se convenceria.
(3) Portanto, Deus existe.

185. ARGUMENTO DOS MILAGRES INVISÍVEIS
(1) Ateus não acreditariam em Deus mesmo se Ele aparecesse e fizesse um milagre para eles.
(2) Viu! Tinha um milagre acontecendo bem ali! Você não viu?
(3) Não?
(4) Você deve ser um ateu. Portanto, você não consegue ver milagres.
(5) Mas milagres acontecem. Você é que não consegue ver.
(6) Da mesma foram, Deus existe. Você só não o vê porque você está tão determinado a não vê-lo.
(7) Portanto, Deus existe.

186. ARGUMENTO DO VENTO
(1) Você acredita no vento.
(2) Mas você não consegue vê-lo.
(3) Deus é do mesmo jeito.
(4) É análogo demais!
(5) Portanto, Deus existe.

187. ARGUMENTO DA SENSAÇÃO DE AMOR A TODA VOLTA
(1) Eu consigo sentir o amor a minha volta. Eu sei que o mundo é um lugar bom, que as pessoas são essencialmente boas, e que isso vem de Deus.
(2) Eu não sei como eu sei. Mas está tudo em volta. Você não sente?
(3) Eu não sei como eu sei. Para de me incomodar!
(4) [derruba lágrimas até o malvado cético ir embora]
(5) Portanto, Deus existe.

188. ARGUMENTO DA MISOGINIA
(1) Eu gosto de tratar as mulheres como capachos. Eu me sinto poderoso.
(2) Eu encontro algumas justificativas para isso na Bíblia.
(3) Portanto, Deus existe.

189. ARGUMENTO DA BÍBLIA
(1) A Bíblia diz que a Bíblia é verdadeira.
(2) Portanto a Bíblia é verdadeira.
(3) A Bíblia diz que Deus existe.
(4) Portanto Deus existe.



190. ARGUMENTO DE PASCAL (ou A APOSTA DE PASCAL)
(1) Se Deus existir e eu acreditar, será muito legal (e eu vou ganhar para valer).
(2) Se Deus não existir e eu acreditar, será super chato (mas eu não vou perder muito).
(3) Mas se Deus existir e eu não acreditar, será péssimo (eu vou perder para valer).
(4) Portanto acreditar em Deus é a melhor aposta.
(5) Portanto, Deus existe.

191. ARGUMENTO DO SENTIDO DA VIDA
(1) Qual o sentido da vida?
(2) [Ateu dá a sua resposta]
(3) Não é nisso que eu acredito.
(4) Portanto, Deus existe.

192. ARGUMENTO DA LÓGICA
(1) Há algumas coisas em lógica que você não pode logicamente demonstrar.
(2) Portanto você tem que aceitá-las de boa fé.
(3) Sua fé na lógica é a mesma que a minha fé em Deus.
(4) Portanto, Deus existe.

193. ARGUMENTO DA TORTURA DE JESUS
(1) Ninguém nunca, nunca sofreu tanto quanto Jesus na cruz.
(2) Não, nem as vítimas da Inquisição.
(3) Não, nem as mulheres queimadas vivas ou enforcadas como bruxas.
(4) Não, nem as pessoas que morreram achando que iam para o inferno.
(5) Quem além de Deus iria sofrer daquela forma por nós, ingratos e desmerecedores humanos?
(6) Portanto, Deus existe.

194. ARGUMENTO DA DECEPABILIDADE
(1) Muitas afirmações ridículas são feitas por pessoas que apenas dizem ser Cristãos Verdadeiros.
(2) Eles dão uma má fama aos Cristãos Verdadeiros.
(3) Cristão Verdadeiros não acreditam que [insira referência biblíca] seja literalmente verdade.
(4) Mas isso não quer dizer que a maior parte da Bíblia não seja verdade.
(5) E, a Bíblia é a Palavra de Deus.
(6) Portanto, Deus existe.

195. ARGUMENTO DA EXISTÊNCIA ÚNICA
(1) Deus existe, mas não de uma forma que qualquer outra coisa que exista existe.
(2) Como não há outras coisas que existam como Deus existe, nós estamos livres para criar inferências sobre o estado de existência de Deus que garantem sua continuada não-observabilidade.
(3) Portanto, Deus existe.

196. ARGUMENTO DO USO HÁBIL DAS PALAVRAS
(1) Muitos ateus não serão convencidos por um argumento que tenha “Portanto, Deus existe” como sua conclusão.
(2) Portanto, Deus existe.

197. ARGUMENTO DA ACUSAÇÃO
(1) A Bíblia diz que todos sabem que Deus existe.
(2) Portanto, VOCÊ sabe que Deus existe.
(3) Portanto, Deus existe.

198. ARGUMENTO DA MINA DE CARVÃO (I)
(1) Vários mineiros ficaram presos numa mina.
(2) Várias pessoas trabalharam sem parar durante uma semana para resgatá-los.
(3) Todos foram encontrados com vida.
(4) Só pode ter sido um milagre!
(5) Só Deus poderia ter feito aquilo!
(6) Portanto, Deus existe.

199. ARGUMENTO DA MINA DE CARVÃO (II)
(ou DO VIÉS DO SOBREVIVENTE I)
(1) Vários mineiros ficaram presos numa mina.
(2) Várias pessoas trabalharam sem parar durante uma semana para resgatá-los.
(3) Um foi encontrado com vida.
(4) Ele agradeceu a Deus por ter sobrevivido.
(5) Só Deus poderia ter feito aquilo!
(6) Portanto, Deus existe.

200. ARGUMENTO DO AVIÃO QUE CAIU
(ou DO VIÉS DO SOBREVIVENTE II)
(1) Eu estava em um avião que caiu, matando a maior parte dos passageiros.
(2) Eu sobrevivi!
(3) Foi um MILAGRE!
(4) Só Deus poderia ter feito aquilo!
(5) Portanto, Deus existe.

201. ARGUMENTO DA OPOSIÇÃO DIVINA
(1) Satanás é mau.
(2) Você não quer ficar do lado de Satanás, quer?
(3) Portanto, Deus existe.

202. ARGUMENTO ESTILO NOVA ERA
(1) Se pessoas suficientes acreditarem, só acreditarem, Deus vai existir.
(2) Muitas pessoas vêm acreditando por muito, muito tempo.
(3) Portanto, Deus existe.

203. ARGUMENTO DA REVELAÇÃO
(1) Deus me disse que ele existe.
(2) Deus não mentiria.
(3) Portanto, Deus existe.

204. ARGUMENTO DA LINGUAGEM RELIGIOSA
(1) Deus existe.
(2) Portanto quando eu falo sobre Deus ou conceitos relacionados, essas palavras significam alguma coisa.
(3) Portanto, Deus existe.

205. ARGUMENTO DE MONTY PYTHON
(1) Graham Chapman apareceu em um filme que tirou graça com Jesus.
(2) Graham Chapman morreu de uma doença incurável horrível.
(3) Portanto, Deus existe.
(3a) E Ele não tem senso de humor.

206. ARGUMENTO LINGUÍSTICO
(1) Há existência na inexistência então…
(2) Deus existe mesmo que ele inexista.
(3) Portanto, Deus existe.

207. ARGUMENTO DO REI JOSIAS
(1) Hora de expandir meu reino.
(2) Portanto, (meu) Deus existe.

208. ARGUMENTO DO “A BOLA É MINHA E VOCÊ NÃO PODE JOGAR”
(1) Há abundantes evidências lógicas e empíricas de que Deus não existe.
(2) Não há evidência de Deus existe.
(3) Mas Deus joga por regras completamente diferentes.
(4) Portanto, Deus existe.

209. ARGUMENTO DO QUE ANO É ESSE
(1) Os anos de nosso calendário são marcados a partir do nascimento de Cristo.
(2) Portanto, ateus não podem vvier sem fazer referência a Cristo.
(3) Obviamente, ateus não conseguem viver longe de Deus, mesmo que eles digam que conseguem.
(4) Portanto, Deus existe.

210. ARGUMENTO DO TRILEMMA
(1) Jesus ou foi o Senhor, ou mentiroso ou louco (“Lord, liar or lunatic”).
(2) Você consegue PROVAR que Ele foi mentiroso ou louco?
(3) Portanto, Jesus foi o Senhor.
(4) Portanto, Deus existe.

211. ARGUMENTO DO CERTO E DO ERRADO
(1) Sem Deus, não há certo nem errado absoluto.
(2) Eu quero que haja certo e errado absoluto, assim eu não tenho que decidir.
(3) Portanto, Deus existe.

212. ARGUMENTO DO DESTINO
(1) Sem Deus, não há nenhum destino final e meu destino é o pó.
(2) Eu não posso aceitar isso porque eu quero mais.
(3) Portanto, Deus existe.



Nota: Este material foi traduzido do inglês por Ricardo Castro no 2o semestre de 2009. O material original, com ainda mais argumentos, pode ser lido clicando aqui.


.
http://simplesmente.com/2009/11/26/provas/#more-665

domingo, 25 de setembro de 2011

Psicólogos de Harvard criam curso de graduação sobre religião

A produção científica sobre aspectos psicológicos da crença religiosa aumentou tanto nos últimos anos que a Universidade Harvard, a mais prestigiada dos EUA, criou uma disciplina de graduação permanente só para tratar do assunto.

Desde o ano passado, o curso vem sendo ministrado no campus de Cambridge, em Massachusetts, por Omar Sultan Haque, psicólogo experimental que investiga diversas questões sobre o assunto.
.
Por que a religião existe em todas as culturas? A religião torna as pessoas mais cooperativas? A religião foi um comportamento moldado pela seleção natural durante a evolução humana?

Essas e outras questões --para as quais a ciência ainda não tem uma resposta definitiva-- estão no currículo da disciplina, que tem atraído cada vez mais alunos.

O programa do curso, porém, traz um aviso logo na primeira página: "Nós não estamos estudando se a religião tem premissas verdadeiras ou falsas, se devemos acreditar nela ou praticá-la".

Segundo Haque, diversos alunos acabam procurando o curso mais como forma de conforto espiritual do que por interesse em produzir ciência.

"Muitos deles são estudantes inteligentes, mas são jovens inexperientes e são humanos", diz o psicólogo. "Para muitas pessoas, as diferenças entre psicologia da religião e filosofia da religião não são tão obvias."

Durante o curso, o professor tenta explicar aos alunos que as questões da psicologia sobre religião não têm a ver com a existência ou inexistência de Deus.

"Um ateu pode ler algo sobre psicologia da religião e pensar: 'Então é por isso que aqueles religiosos burros acreditam nisso'. Uma pessoa teísta pode pensar: 'Então Deus nos projetou desta maneira para que possamos perceber sua presença'", exemplifica Haque. "A psicologia da religião, porém, não tem resposta para isso."

Segundo o cientista, muitas pessoas interessadas em teologia ou filosofia da religião têm curiosidade também em aspectos psicológicos ligados ao tema, mas o diálogo entre esses campos do conhecimento não tem sido tão intenso quanto poderia.

Harvard, por exemplo, abriga uma faculdade de teologia, a Divinity School, onde alunos têm contato com uma infinidade de temas ligados à religião. Os estudantes que se matriculam nas aulas de Haque, porém, não podem aproveitar os créditos em seus currículos.

O psicólogo lamenta. "Existe um tabu contra o estudo científico da religião. Ainda."
.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/978955-psicologos-de-harvard-criam-curso-de-graduacao-sobre-religiao.shtml

Análise: Cérebro humano tem viés religioso 'de fábrica'

Nos últimos 20 anos, psicólogos, neurocientistas, filósofos e sociólogos se puseram esquadrinhar e teorizar sobre a religião, dando origem à nova ciência da fé. A ideia central é que, independentemente do fato de Deus existir ou não, a religião é um fenômeno real, mensurável e com a qual podemos fazer experimentos.

É claro que nada nessa área é muito consensual, mas dessas duas décadas de pesquisas emergiram algumas linhas de explicação que são relativamente bem aceitas. Ao que tudo indica, o cérebro humano vem de fábrica com uma série de vieses cognitivos que tornam a religião um subproduto natural.
.
Destacam-se aí nossa tendência para reconhecer padrões (indispensável para perceber regularidades) e para detectar agência (muito útil na identificação de presas e predadores). Acrescente-se a isso nossa propensão a inferir estados mentais alheios (essencial para a vida em sociedade) e temos a receita para criar deuses.

De acordo com Michael Shermer, num cálculo aproximado, ao longo dos últimos dez mil anos a humanidade produziu dez mil religiões com cerca de mil deuses.

É claro que as coisas ficam bem mais complicadas quando descemos aos detalhes.

Cientistas já identificaram pelo menos dois genes ligados ao circuito da dopamina que parecem desempenhar um papel importante na crença, além de interessantes diferenças anatômicas entre os cérebros de céticos e crentes. A última moda é ligar a religião (ou sua ausência) a diferentes estilos cognitivos.

Aqui, é preciso evitar a tentação de pensar a questão em termos de categorias como analítico=inteligente=cético e intuitivo=burro=crente.

Esse tipo de fenômeno é mais bem descrito como um gradiente cujos extremos são patológicos. A psicóloga Catherine Caldwell-Harris, por exemplo, liga o estilo cognitivo ultralógico de ateus à síndrome de Asperger, uma forma de autismo que produz um bom número de engenheiros e físicos.

Na outra ponta, Andrea Kuszewski sugere um vínculo entre esquizofrenia e religiosidade. Seguir as intuições reconhecendo padrões e agência mesmo onde não existem é que leva uma pessoa a conversar de igual para igual com uma geladeira ou a discutir com Deus.
.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/978837-analise-cerebro-humano-tem-vies-religioso-de-fabrica.shtml

Religião favorece pensamento intuitivo, afirma estudo


Muita gente rejeita o estereótipo que descreve ateus como pessoas racionais e analíticas e religiosos como intuitivos e espontâneos. Um experimento feito na Universidade Harvard, porém, sugere que esse clichê pode ter um fundo de verdade.

No trabalho, cientistas avaliaram o estilo de raciocínio preferido por mais de 800 voluntários e viram que aqueles com tendência maior a usar a intuição eram mais propensos a crer em Deus e entidades sobrenaturais.
.
Para chegarem à conclusão, os pesquisadores submeteram os voluntários a um questionário sobre crença religiosa e a problemas de raciocínio que avaliavam o estilo de pensamento de cada pessoa.

As perguntas eram, na verdade, "pegadinhas" que enganam especialmente as pessoas que contam com a intuição para lidar com números.

O resultado do experimento saiu em um estudo publicado na revista científica "Journal of Experimental Psychology". O trabalho, coordenado pelo psicólogo Amitai Shenhav, indica que pessoas mais racionais tendem a crer menos em Deus.
.
ÓBVIO?

Pode parecer uma conclusão óbvia, mas psicólogos ainda não tinham encontrado um jeito de testá-la.

Os cientistas de Harvard afirmam ter conseguido comprová-la agora porque usaram uma metodologia que avalia o estilo de raciocínio das pessoas sem levar em conta a magnitude da inteligência de cada um.

Em outras palavras, conseguiram evitar a armadilha que associa reflexão a pessoas mais inteligentes e intuição a pessoas mais burras.

"Uma das coisas que eu aprecio sobre a discussão entre uso de raciocínio reflexivo ou intuitivo é que não existe uma resposta certa sobre qual dos dois deve ser usado em cada ocasião", disse Shenhav à Folha. "Ambos são importantes para todo mundo, mas nós somos diferentes uns dos outros."

Segundo ele, muitos voluntários classificados como pessoas intuitivas tinham ido bem em dois testes de QI que haviam sido aplicados antes do experimento.

"Em testes de inteligência-padrão, existem poucas questões com respostas intuitivas que vêm à mente imediatamente", explica o psicólogo.

"É preciso trabalhar uma longa cadeia de raciocínio em cada um deles até que surja a resposta. O teste que usamos tem perguntas projetadas especialmente para oferecer uma resposta errada tentadora logo de cara."

O mais inesperado, porém, talvez seja que é possível moldar o tipo de crença religiosa que os voluntários têm.

Em outro teste, voluntários tinham de escrever uma redação sobre a importância da intuição. Logo após a tarefa, algumas pessoas titubeavam em perguntas sobre suas crenças religiosas, com tendência maior a relatar crença em entidades sobrenaturais.

"Talvez a maneira como somos educados a pensar de maneira reflexiva ou intuitiva ao longo da vida tenha alguma influência sobre nossas crenças", afirma o psicólogo. "Não sei dizer se isso é uma coisa boa ou ruim."
.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/978951-religiao-favorece-pensamento-intuitivo-afirma-estudo.shtml

sábado, 24 de setembro de 2011

Gleiser: partícula mais rápida que a luz é 'muito improvável'

'Aposto dez dólares que em duas semanas eles vão descobrir o erro', diz o professor de física e astronomia do Darthmouth College, nos Estados Unidos
.
Marcelo Gleiser: cientistas "devem ter deixado passar algo errado"



.
Conhecido por seus livros de divulgação científica, o físico Marcelo Gleiser, professor do Darthmouth College, nos Estados Unidos, recebeu com ceticismo o anúncio feito por cientistas do CERN de que neutrinos haviam superado a velocidade da luz, o que vai contra um dos pilares da física moderna. "Aposto dez dólares que em duas semanas eles vão descobrir o erro", afirmou. Em entrevista ao site de VEJA, ele adiantou os possíveis problemas com o experimento (veja lista). Mas não descartou a possibilidade de a experiência estar de fato correta: "Grandes revolução já aconteceram com pequenas variações."

Qual sua impressão imediata? Acho que vão encontrar um erro sistemático. É muito pouco provável que esse experimento detecte uma violação tão flagrante da Teoria da Relatividade Restrita (postulada por Albert Einstein). Eles estão dizendo que é muito simples - que basta dividir a distância pela velocidade -, mas não é assim. A maior imprecisão é no processo gerador dos neutrinos. Quando eles realmente aparecem? Ninguém sabe dizer ao certo. Estou apostando dez dólares que daqui a duas semanas vão descobrir o erro.
.
Não está claro o processo de criação de um neutrino? Você precisa saber quando começa a corrida. Esse início ainda não é preciso. A física da geração desses neutrinos não é tão bem compreendida assim.

Mas e se os cientistas do CERN estiverem certos? Significa que a velocidade da luz não é o limite máximo da velocidade da natureza e uma das consequências interessantes é quanto à causalidade. Um efeito precisa, necessariamente, ter uma causa anterior. Existe uma ordem natural das coisas: primeiro a causa, depois o efeito. Essa ordem depende da velocidade da luz. Como uma causa não pode ir mais rápida que a velocidade da luz, em principio você pode viajar para o passado se essa regra fosse violada. É interessante notar que, se o neutrino fizer isso, eles são como criaturas que vêm do futuro.

Como assim? A velocidade da luz tem a ver com a velocidade máxima que a informação pode atingir. Todas as informações viajam, no máximo, na velocidade da luz. Se tem algo mais rápido que isso, a informação chega antes dos processo que utilizamos para obter informação. Por exemplo: você me vê entrando numa sala. A luz bate em mim, você me detecta. Se eu tivesse emanando neutrinos e você pudesse percebê-los, você me veria antes de entrar na sala.

Se for confirmado, o que muda? No máximo vai ser aberto um subcapítulo para acomodar esse tipo de efeito. Continuo, no entanto, achando pouco provável. A diferença entre o neutrino e a velocidade da luz é 10-5. Um centésimo de milionésimo. Esse equipe de cientistas é muito cuidadosa, mas eles mesmos acham que tem alguma coisa que passou despercebida. Eles testaram todos os possíveis erros sistemáticos, porém talvez algo tenha escapado. É interessante isso estar acontecendo. É importante porque tem um efeito misterioso. Ciência adora mistério. Quanto mais crise melhor. É bom que surjam enigmas desse tipo. Grandes revoluções já aconteceram com pequenas variações.



.
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/em-duas-semanas-vao-entender-o-erro-afirma-gleiser

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Jesus, Louco ou Algo Pior ?

Um documentario, produzido sem fins lucrativos, colocando em discussão os ensinamentos morais de Jesus, ele realmente era um grande professor moral?
.


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Entrevista de Dawkins ao N.Y. Times - September 19, 2011 - A Knack for Bashing Orthodoxy

Assistam ao vídeo




OXFORD, England —You walk out of a soft-falling rain into the living room of an Oxford don, with great walls of books, handsome art and, on the far side of the room, graceful windows onto a luxuriant garden.
.

Does this man, arguably the world’s most influential evolutionary biologist, spend most of his time here or in the field? Prof. Richard Dawkins smiles faintly. He did not find fame spending dusty days picking at shale in search of ancient trilobites. Nor has he traipsed the African bush charting the sex life of wildebeests.

He gets little charge from such exertions.

“My interest in biology was pretty much always on the philosophical side,” he says, listing the essential questions that drive him. “Why do we exist, why are we here, what is it all about?”

It is in no fashion to diminish Professor Dawkins, a youthful 70, to say that his greatest accomplishment has come as a profoundly original thinker, synthesizer and writer. His epiphanies follow on the heels of long sessions of reading and thought, and a bit of procrastination. He is an elegant stylist with a taste for metaphor. And he has a knack, a predisposition even, for assailing orthodoxy.

In his landmark 1976 book, “The Selfish Gene,” he looked at evolution through a novel lens: that of a gene. With this, he built on the work of fellow scientists and flipped the prevailing view of evolution and natural selection on its head.

He has written a string of best sellers, many detailing his view of evolution as progressing toward greater complexity. (His first children’s book, “The Magic of Reality,” appears this fall.) With an intellectual pugilist’s taste for the right cross, he rarely sidesteps debate, least of all with his fellow evolutionary biologists.

Although he is a political liberal, he has taken on more than a few leftists in his writings — particularly those who read his theory of genes as sanctioning rapacious and selfish behavior.

Of late he has taken up the cudgel for atheism, writing “The God Delusion,” an international best seller. When Martin Rees, Britain’s astronomer royal, recently accepted a prize from the John Templeton Foundation, which promotes a dialogue between science and religion, Professor Dawkins was unforgiving. Dr. Rees, he wrote, is a “compliant quisling,” a traitor to science. Dr. Rees declined to counterpunch.

Professor Dawkins often declines to talk in San Francisco and New York; these cities are too gloriously godless, as far as he is concerned. “As an atheistic lecturer, you are rather wasting your time,” he says. He prefers the Bible Belt, where controversy is raw.

He insists he frets before each lecture. This is difficult to imagine. He is characteristically English in his fluid command of words written and spoken. (Perhaps this is an evolutionary adaptation — all those cold, clammy English days firing an adjectival and syntactical genius?)

He is gracious without being gregarious. Ask him to explore an idea and he’ll rummage happily. But he keeps the door to his private life firmly latched.

(Briefly, he has a daughter, who is a doctor. He is married for the third time, to the actress Lalla Ward. He is on friendly enough terms with his first wife, the zoologist Marian Stamp Dawkins, that she wrote an essay for a 2006 book celebrating her former husband’s lifetime of accomplishment.)

African Roots

Clinton Richard Dawkins was born in Kenya, where his father was an agricultural specialist with the colonial service. He later returned with his parents to England and in due course arrived at Oxford, an intelligent enough boy. “I didn’t have a very starry school career,” he says. “I was medium to above average, nothing special.”

He lighted his own intellectual fire at a university peculiarly suited to his temperament. Oxford relies on the tutorial system, in which students burrow into original texts rather than textbooks.

“I loved it; I become easily temporarily obsessed,” Professor Dawkins says. “I did not end up as broadly educated as my Cambridge colleagues, but I graduated probably better equipped to write a book on my chosen subject.”

.
http://www.nytimes.com/2011/09/20/science/20dawkins.html?_r=3&pagewanted=1

Teoria da matéria escura pode estar errada


.
As previsões dos cientistas sobre a misteriosa matéria escura que supostamente compõem a maioria da massa do universo poderão ter ser revistas.
Pesquisas sobre galáxias anãs sugerem que elas não podem surgir da maneira que surgem se a matéria escura existir na forma que o modelo mais comum exige.
A teoria atual afirma que cerca de 4% do universo é composto de matéria normal – o material de estrelas, planetas e pessoas – e cerca de 21% de matéria escura.
O restante é composto do que é conhecido como energia escura, um componente hipotético do universo muito menos compreendido, que pode explicar a sua expansão cada vez maior.
As melhores ideias dos cientistas para a formação do universo são o chamado “modelo cosmológico padrão”, ou lambda-CDM – que prevê partículas elementares na forma de matéria escura fria (CDM).
Acredita-se que estas partículas de CDM tenham se formado muito cedo na história do universo, cerca de um milionésimo de segundo após o Big Bang. São chamadas de “frias” porque a hipótese é de que elas não sejam particularmente rápidas.
A existência delas ainda não foi comprovada, pois são extremamente difíceis de detectar – não podem ser “vistas” no sentido tradicional, e se existem, interagem muito raramente com a matéria que conhecemos.
.
http://hypescience.com/teoria-da-materia-escura-pode-estar-errada/

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Fundamentalismo Judeu - Israel usa nova arma acústica para dispersar palestinos

O Exército israelense utilizou nesta quarta-feira uma nova arma acústica para dispersar manifestantes palestinos, um sistema revolucionário que faz parte do material não letal comprado em razão da candidatura da Palestina na Assembleia Geral da ONU.
O "Scream", ou "Grito", foi usado nesta quarta-feira na passagem de Qalandia, entre Ramala e Jerusalém, para dispersar alguns jovens que incendiaram pneus nas ruas que dão acesso ao posto de controle israelense.
Segundo a agência oficial palestina Wafa, em questão de segundos o barulho emitido pela nova arma "desestabilizou" os manifestantes e muitos deles "caíram de joelhos".
O dispositivo também causa enjoos e náuseas, além de poder provocar danos irreversíveis ao aparelho auditivo em casos de exposição prolongada.
O efeito da nova arma dispersou os manifestantes rapidamente, e a reportagem da Agência Efe comprovou que havia pneus em chamas na principal rua de acesso à passagem, a principal entre as duas cidades.
O Exército israelense gastou mais de 100 milhões de shekels nos últimos meses na compra de materiais antidistúrbios - de novos e melhores gases lacrimogêneos a granadas que expelem um forte odor, passando por bolas e balas de borracha.
Com os novos equipamentos, Israel espera evitar baixas entre civis palestinos e que as concentrações de apoio à candidatura da Palestina se transformem em um conflito armado como ocorreu durante a Segunda Intifada, em setembro de 2000
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5362339-EI308,00-Israel+usa+nova+arma+acustica+para+dispersar+palestinos.html

Albert Einstein DUBLADO DOCUMENTÁRIO COMPLETO S/ CORTES

Albert Einstein foi um físico e humanista alemão (14 de março 1879 -- 18 de abril 1955), autor da teoria da relatividade e de importantes estudos em ondulatória



terça-feira, 20 de setembro de 2011

Igreja belga fará testes em seminaristas para prevenir pedofilia

A Igreja Católica belga fará um acompanhamento psicológico dos seminaristas que queiram se tornar padres para impedir que potenciais pedófilos ingressem na instituição, segundo anunciou o responsável máximo do catolicismo na Bélgica.
As autoridades eclesiásticas pretendem evitar que se repitam casos como os que vieram à tona nos últimos 25 anos, com mais de 450 casos de pedofilia por parte de religiosos e 13 suicídios de vítimas.
A Igreja irá contratar psicólogos para estudar o perfil dos homens que ingressam no seminário, assim como sua formação e seu desenvolvimento acadêmico e pessoal, segundo disse o arcebispo de Mechelen-Bruxelas, André-Joseph Léonard.
Os candidatos a padres realizarão um exame psicológico para ter acesso à formação eclesiástica, o que impediria que potenciais pedófilos se tornassem religiosos, explicou Léonard em entrevista concedida na noite de segunda-feira ao canal "VTM" e divulgada nesta terça-feira pela imprensa belga.
Além disso, está sendo elaborado um código de conduta para prevenir possíveis abusos de crianças, que será divulgado ao público, disse o chefe da igreja belga.
Na semana passada, um grupo de 70 pessoas que sofreram abusos sexuais na infância por parte de religiosos na Bélgica apresentou uma denúncia contra o Vaticano e altos cargos da Igreja Católica.
O processo foi feito no tribunal de primeira instância de Gent (nordeste do país), com o objetivo de denunciar a responsabilidade civil da Igreja Católica na Bélgica e no Vaticano nesses supostos abusos, assim como pedir uma indenização pelos danos causados.
Nesta mesma semana, uma organização de apoio a vítimas de abusos sexuais da Alemanha, Bélgica, Holanda e Estados Unidos apresentou outra denúncia contra o Vaticano, incluindo o papa e três importantes cardeais, na Procuradoria do Tribunal Penal Internacional (TPI) por acusações de crimes contra a humanidade.
.
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5359594-EI8142,00-Igreja+belga+fara+testes+em+seminaristas+para+prevenir+pedofilia.html

Família de asteroides é inocentada da extinção dos dinossauros

Com a queda da teoria, a extinção dos dinossauros voltou a ser um mistério: de onde teria vindo o asteroide?[Imagem: NASA/JPL-Caltech]


.
Mistério em aberto

A família de asteroides apontada como a responsável pela extinção dos dinossauros acaba de ser inocentada.

A descoberta reabre o caso que é um dos maiores mistérios da Terra.

O responsável pelo incômodo achado foi o telescópio espacial WISE, que mapeou o céu inteiro duas vezes, de Janeiro de 2010 a Fevereiro de 2011.

A porção caçadora de asteroides da missão, chamada NeoWISE, catalogou 157.000 asteroides, dos quais 33.000 eram desconhecidos.

Asteroide e dinossauros

Não é a primeira vez que a teoria sobre a extinção dos dinossauros fica ela própria em risco de extinção:

Teoria da extinção dos dinossauros por asteroide leva impacto fulminante
Embora os cientistas continuem bastante confiantes em afirmar que um grande asteroide caiu na Terra cerca de 65 milhões de anos atrás, levando à extinção dos dinossauros e de outras formas de vida, eles não sabem exatamente de onde veio tal asteroide, como ele fez o seu caminho até a Terra e nem mesmo exatamente onde teria caído.

O meteorito contra-ataca: teorias competem pela extinção dos dinossauros
Família Batistina

Um estudo de 2007, usando observações na faixa da luz visível, feitas por telescópios terrestres, sugeriu que o asteroide matador seria o remanescente de um asteroide gigantesco, gerador de uma família conhecida como Batistina (ou Baptistina).

Segundo essa teoria, o Batistina teria colidido com outro asteroide do cinturão principal, entre Marte e Júpiter, cerca de 160 milhões de anos atrás.

A colisão teria arremessado pelo espaço pedaços do tamanho de montanhas. Um desses pedaços teria então acertado a Terra, levando à extinção dos dinossauros.

Pontos ressonantes

Mas a teoria não suportou as observações em infravermelho do WISE, que descartaram qualquer participação da família Batistina no episódio.

Os novos dados sugerem que o Batistina-pai, que se quebrou para dar origem a toda a família observada hoje, quebrou-se há apenas cerca de 80 milhões de anos, o que é apenas metade do tempo calculado anteriormente.

"Isso não dá tempo para que os restos da colisão se movam para um ponto ressonante e sejam arremessados em direção à Terra," disse Amy Mainzer, coautora do estudo. "Acredita-se que esse processo leve dezenas de milhões de anos."

Áreas de ressonância são locais no cinturão principal de asteroides onde a interação entre a gravidade de Júpiter e de Saturno podem funcionar como uma máquina de pinball para disparar asteroides para regiões próximas à Terra.
.
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=asteroide-batistina-extincao-dinossauros&id=010130110920

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Calor global 'perdido' pode estar indo para fundo dos oceanos

O mistério do calor "perdido" pode ter sido resolvido: ele pode estar escondido no fundo dos oceanos, temporariamente mascarando os efeitos do aquecimento global vindo das emissões de gases do efeito estufa, reportaram pesquisadores neste domingo. Os cientistas climáticos há muito tempo se perguntavam para onde ia o calor "perdido", principalmente na última década, quando as emissões de gases estufa continuaram crescendo, mas as temperaturas mundiais não subiram na mesma proporção.
É importante acompanhar o aumento na geração de energia e de calor no sistema terrestre, por conta de seu impacto no clima atual e no do futuro. As temperaturas ainda estão elevadas. A década entre 2000 e 2010 foi a mais quente em mais de um século, mas o ano mais quente foi em 1998, até que 2010 empatou.
A temperatura mundial deveria ter subido mais, calcularam os cientistas do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica. Eles descobriram que as emissões de gases do efeito estufa cresceram durante a década, e os satélites mostraram uma crescente diferença entre a luz do Sol e a radiação emitidas.
Parte do calor estava chegando à Terra e não ia embora, mas as temperaturas não estavam subindo como estimado. Então, para onde esse calor "perdido" ia? Simulações feitas em computador sugerem que a maior parte dele está preso em camadas mais profundas dos oceanos, abaixo de 305 metros, durante períodos como a década passada, quando as temperaturas não subiram conforme esperado.
Isso pode acontecer por anos ao longo do tempo e periodicamente neste século, mesmo que a tendência de aquecimento se mantenha, concluíram os pesquisadores no jornal Nature Climate Change. "Este estudo sugere que a energia perdida tem, na verdade, queimado no oceano", afirmou em comunicado o coautor do estudo, Kevin Trenberth, do NCAR. "O calor não desapareceu e portanto não pode ser ignorado. Ele tem consequência."
Trenberth e outros pesquiadores fizeram cinco simulações em computador das temperaturas globais, levando em conta as interações entre a atmosfera, as áreas terrestres, os oceanos e o gelo do mar, baseando as informações em estimativas de emissões de gases do efeito estufa pelos humanos.
Todas as simulações indicaram que a temperatura global subirá vários graus neste século. Mas todas elas também mostraram períodos em que as temperaturas vão se estabilizar, antes de subirem. Durante esses períodos, o calor extra vai se mover para o fundo dos oceanos, devido a mudanças na circulação das águas marítimas, disseram cientistas.

.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5357070-EI238,00-Calor+global+perdido+pode+estar+indo+para+fundo+dos+oceanos.html